quarta-feira, 27 de abril de 2011

Portal da Rede de Bibliotecas do Concelho de Moura


Já está disponível o Portal da Rede de Bibliotecas do Concelho de Moura, contendo informação relativa à Biblioteca Municipal e Pólos das Freguesias, ao Projecto Semeando Leituras e a todas as Bibliotecas Escolares do concelho.

Os utilizadores que pretenderem receber a newsletter devem registar-se e todos podem, e devem, contactar os serviços apresentando sugestões, reclamações ou qualquer outra questão ou pedido de esclarecimento. O formulário de contacto serve também para colocar questões ao nosso serviço de referência, permitindo aos utilizadores obter resposta às suas questões à distância de um clique.

O acesso ao catálogo, que inclui os registos de todas as bibl


         

Invejosos


O Google vai investir 168 milhões de dólares na que será a maior central solar do Mundo, no deserto de Mojave, no Sudoeste da Califórnia, com capacidade para gerar 392 MW de energia solar, e que deverá ficar concluída em 2013.                     

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Selo de qualidade

A "Next Generation Tournament" é uma competição que envolverá equipas de sub-19 de 16 clubes europeus, com um formato semelhante ao da Liga dos Campeões e que vai arrancar em 2012.

A organização, que visa promover o futebol jovem através da troca de experiências e, sobretudo, aumentar os índices competitivos de quem está numa das últimas etapas antes do futebol profissional, convidou dezasseis clubes europeus entre os quais se inclui o Sporting Clube de Portugal, o único representante português na competição, comprovando não só a reputação que o emblema de Alvalade detém na formação de atletas, como o prestígio granjeado por vários craques da actualidade e não só.
            

domingo, 24 de abril de 2011

Feira do Livro, 24 de Abril

24 Abril 2011

Clicar na foto para ver o álbum completo.

           

Hoje, na Feira do Livro de Moura



11h00
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: Estória da galinha e do ovo



15h00
Espaço da Feira
Geminação Moura BD / Salão BD de Granada
Início da Festa da Caricatura
Associação da CMM à FECO Portugal
Debate sobre o Humor em Portugal e em Espanha

17h30
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: Estória da galinha e do ovo

21h30
Espaço da Feira
Tributo a Zeca
Espectáculo comemorativo dos 37 anos do 25 de Abril


sábado, 23 de abril de 2011

Dia Mundial do Livro


Hoje, na Feira do Livro:

10h00 - Sala Ensaios CTC

Oficina de chocolates de Páscoa - chocolate colorido
(inscrição gratuita)

11h00
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: O velho, o moço, o burro e as vozes do mundo

15h00
Sala Ensaios CTC
Oficina de chocolates de Páscoa - chocolate tradicional
(inscrição gratuita)

15h00
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: O velho, o moço, o burro e as vozes do mundo

16h00
Espaço da Feira
Lançamento do livro "Mulheres coragem" de Miguel Oliveira

17h00
Espaço da Feira
Apresentação dos Catálogos de Osvaldo de Sousa "Os viajantes de papel" e "Agim Sulaj"

17h30
Espaço da Feira
Apresentação pública do livro O amor infinito que te tenho, de Paulo Monteiro

18h00
Espaço da Feira
Encontro com o escritor João Tordo, vencedor do Prémio Saramago em 2009

21h30
CTC
Vip Manicure em crise / com Ana Bola e Maria Rueff

Cumprindo a tradição, temos rosas vermelhas para oferecer a quem comprar livros na Feira!
                 

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Eu avisei

PS ultrapassa PSD nas intenções de voto a seis semanas das eleições. Sócrates recupera enquanto a popularidade de Passos Coelho cai a pique. Tal como eu tinha previsto aqui.

A História ensina-nos a ver as coisas com outra perspectiva.
                

quarta-feira, 20 de abril de 2011

23 de Abril, Dia Mundial do Livro


O que hoje comemoramos é muito mais do que o Dia do Livro, a sua euforia, a sua utilidade, o seu dia. Hoje, a propósito do Livro – e dos autores – assinalamos o modo como a humanidade resistiu à barbárie, como ela descobriu e fixou a poesia, o tempo, as epopeias, as paisagens, as aldeias recolhidas nas planícies, os pinhais abrigados num declive, a voz humana, o empréstimo do horror e da crueldade, a hora de dizer ‘não’ e a hora de dizer ‘sim’, as portas abertas numa casa vazia.


Assinalamos também, neste dia, o facto de as palavras terem um destino que se prolonga até onde formos capazes de levar algumas ideias tão simples, como a ideia de livro, a ideia de leitura, a de biblioteca, de partilha, de invenção, de página em branco, a de perdição por um romance ou por uma história repetida, repetida, repetida ao longo dos tempos.

Comemoramos este dia – de entre todos os outros – porque sabemos que a vida pode ser mudada por um livro, por um autor; que a nossa vida está perdida e, ao mesmo tempo, reunida nessas páginas de livros que passaram pelas nossas mãos ou aguardam o encontro entre a curiosidade e a pacificação, entre o gosto pela leitura e o gosto pela vida, entre as coisas que fomos e o que ainda havemos de ler.

Que existam, pois, bibliotecas, livros, autores, capítulos e fragmentos, sonetos, odes, histórias, episódios, esquecimentos, caminhos perdidos no meio das florestas ou desfeitos pela luz do mar, contos, novelas e números, fórmulas, apêndices e rostos amados.

Que tudo exista. Porque todos nós somos leitores.Este é o nosso dia, o princípio de todos os dias.

Hold on, hold on, hold on, hold on, hold on, hold on...




When the day is long and the night, the night is yours alone,

When you're sure you've had enough of this life, well hang on
Don't let yourself go, 'cause everybody cries and everybody hurts sometimes

Sometimes everything is wrong. Now it's time to sing along
When your day is night alone, (hold on, hold on)
If you feel like letting go, (hold on)
When you think you've had too much of this life, well hang on

'Cause everybody hurts. Take comfort in your friends
Everybody hurts. Don't throw your hand. Oh, no. Don't throw your hand
If you feel like you're alone, no, no, no, you are not alone

If you're on your own in this life, the days and nights are long,
When you think you've had too much of this life to hang on

Well, everybody hurts sometimes,
Everybody cries. And everybody hurts sometimes
And everybody hurts sometimes. So, hold on, hold on
Hold on, hold on, hold on, hold on, hold on, hold on
Everybody hurts. You are not alone

  

terça-feira, 19 de abril de 2011

É impressão minha...

...ou os telejornais e jornais impressos já aborrecem com as imagens das entradas e saídas dos senhores do FMI do hotel, do Ministério das Finanças, perdidos na rua de Lisboa... Não dizem uma palavra, seguram a gravata para não voar com o vento e aparecem uma vez, e outra e outra. Isto não é notícia, a notícia é o que se passa lá dentro. Se não conseguem saber o que se passa, "deslarguem" os homens!
           

Aura solar

Deu-lhe a volta, dizem.

À difícil situação de um concelho do Alentejo profundo, na margem esquerda do Guadiana, onde as ligações viárias são difíceis, os recursos humanos qualificados escassos e a base económica havia sido fixada há séculos e há séculos não mudava.

Reportagem sobre o concelho de Moura para ler na Visão

Previsão meteorológica




Querem saber quando é que vai chover em 2012? De hoje a um ano chove de certeza. Devemos estar a montar a 32ª Feira do Livro... Se começar uma semana antes, então é nessa semana que chove.

Pronto, para abreviar, quando virem a tenda na Praça, vão buscar as sombrinhas e os guarda-chuvas. É muito mais preciso do que as previsões do Borda d'Água.
                      

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Cada vez menos nobre

Desculpem lá a insistência no assunto, mas depois de todos os erros que já cometeu ao longo do processo - "Sou independente e nunca mais me meto na política, já não sou independente e vou ser outra vez candidato, o PSD convidou-me, o PS também me convidou e eu não sei guardar segredos, vou ser Deputado e Presidente da Assembleia, afinal já não quero ser deputado, só quero ser Presidente da Assembleia..." - Fernando Nobre abriu nova página no Facebook, com o lema "Uma candidatura à presidência da Assembleia da República, agora com novo fôlego".

Querem ver que vamos passar a ter 2 boletins de voto nas legislativas, um para escolher os Deputados e o Governo e outro para escolher o Presidente da Assembleia? Ninguém é capaz de perder 5 minutos a explicar-lhe como funcionam as eleições? E já agora, expliquem-lhe também como funciona a Assembleia, não vá o homem acabar Presidente da dita.

           

sábado, 16 de abril de 2011

Estamos à vossa espera!

31ª Feira do Livro de Moura

22 de Abril


15h00
Espaço da Feira
Inauguração da Feira do Livro e do Moura BD
Visita aos diferentes espaços onde há actividades a decorrer

21h30
Espaço da Feira
O canto dos poetas


23 de Abril
Dia Mundial do Livro

10h00 - Sala Ensaios CTC
Oficina de chocolates de Páscoa - chocolate colorido
(inscrição gratuita)

11h00
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: O velho, o moço, o burro e as vozes do mundo

15h00
Sala Ensaios CTC
Oficina de chocolates de Páscoa - chocolate tradicional
(inscrição gratuita)

15h00
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: O velho, o moço, o burro e as vozes do mundo

16h00
Espaço da Feira
Lançamento do livro "Mulheres coragem" de Miguel Oliveira

17h00
Espaço da Feira
Apresentação dos Catálogos de Osvaldo de Sousa "Os viajantes de papel" e "Agim Sulaj"

17h30
Espaço da Feira
Apresentação pública do livro O amor infinito que te tenho, de Paulo Monteiro

18h00
Espaço da Feira
Encontro com o escritor João Tordo, vencedor do Prémio Saramago em 2009

21h30
CTC
Vip Manicure em crise / com Ana Bola e Maria Rueff


24 de Abril

11h00
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: Estória da galinha e do ovo

15h00
Espaço da Feira
Geminação Moura BD / Salão BD de Granada
Início da Festa da Caricatura
Associação da CMM à FECO Portugal
Debate sobre o Humor em Portugal e em Espanha

17h30
Espaço da Feira
Contos dos 4 cantos: Estória da galinha e do ovo

21h30
Espaço da Feira
Tributo a Zeca - Espectáculo comemorativo dos 37 anos do 25 de Abril


25 de Abril

18h30
CTC
Poemas de Abril / ACSTCMM

21h30
Espaço da Feira
Quarteto eléctrico


26 de Abril

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

15h30
CTC
Sessão juvenil de cinema de animação
16h30
Espaço da Feira
Actividades da Semana da Leitura (participação das Escolas do Concelho)

21h30
CTC
Apresentação do Portal da Rede Concelhia de Bibliotecas
Cerimónia de Entrega de diplomas aos Padrinhos de Leitura


27 de Abril

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

18h30
CTC
Projecção de filmes de animação da autoria de André Infante, com música ao vivo

21h30
Espaço da Feira
Apresentação do livro "Reflexos de uma guerra inútil" da autoria de Mariazinha Camacho, com a participação da Universidade Sénior de Moura


28 de Abril

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

15h30
CTC
Sessão juvenil de cinema de animação

16h30
Espaço da Feira
Actividades da Semana da Leitura (participação das Escolas do Concelho)

21h30
Espaço da Feira
Serão de contos “Sem reis nem rainhas”


29 de Abril

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

18h00
Espaço da Feira
Apresentação do livro Pensar.te de Rui A. Pereira

18h30
CTC
Atelier de dança sevilhana
(inscrição gratuita)

21h30
Espaço da Feira
Espectáculo de música e dança com o grupo Al-Mouraria


30 de Abril

10h30
Biblioteca
Workshop Cinema de Animação
(inscrição gratuita)
10h30
Sala Ensaios CTC
Final distrital do Concurso Nacional de Leitura - Provas eliminatória do 3º ciclo

11h30
Passeio de barco na Albufeira de Alqueva para os participantes no concurso
(oferta da firma Aquaspace)

15h30
CTC
Final distrital do Concurso Nacional de Leitura - Provas finais

16h00
Biblioteca
Workshop Cinema de Animação

18h00
Espaço da Feira
Raízes do Sul

21h30
CTC
Que vergonha rapazes! / Miguel Guilherme


1 de Maio

10h30
Biblioteca
Workshop Cinema de Animação

11h00
CTC
Atelier para bebés
(inscrição gratuita)

15h00
Espaço da Feira
Apresentação pública do livro 20 anos de humor de Carlos Laranjeira

16h00
CTC
Workshop Cinema de Animação – Projecção
16h30
Espaço da Feira
Concerto de Aniversário da SFUM Os Amarelos

19h00
CTC
Exibição do filme "Neste mundo livre" / Associação Cultural e Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Moura

21h30
Espaço da Feira
Coisas do ser e do mar / Contrabando


2 de Maio

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

10h00
Biblioteca
Quando a mãe grita - Atelier sobre literatura infantil para público infantil

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

21h30
CTC
Sessão de cinema de animação para público adulto "Premiados do Cinanima 2010"


3 de Maio

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

16h00
CTC
Sessão juvenil de cinema de animação





21h30
Espaço da Feira
Vozes e Percussões / Conservatório Regional do Baixo Alentejo


4 de Maio

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

10h30
CTC
Sessão infantil de Cinema de animação

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h30
CTC
Leitores para a Vida: Encontro Regional de Bibliotecas
(com a participação da escritora Ana Saldanha)

21h30
CTC
Exibição do filme "José e Pilar"

5 de Maio

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

15h00
CTC
Encontro com a escritora Ana Saldanha

21h30
CTC
Coro de Câmara de Beja


6 de Maio

9h30/12h30
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

10h00
Biblioteca
Com o dedo na página - acção de formação sobre leitura
(inscrição gratuita)

10h30
CTC
Sessão infantil de Cinema de animação

14h00/17h00
Espaço da Feira e CTC
Actividades para as escolas: Hora do Conto, visita aos diferentes espaços, actividades de animação, oferta de livros

14h30
CTC
Sessão infantil de Cinema de animação

18h00
Sala Ensaios CTC
Oficina de percussões
(inscrição gratuita)

21h30
Espaço da Feira
Django Tributo Jazz


7 de Maio

10h30
Espaço da Feira
Livro grande dos poemas pequenos "A primavera"

15h00
Espaço da Feira
Livro grande dos poemas pequenos "A primavera"

16h00
CTC
Sessão de homenagens e entrega de prémios dos concursos de BD e Cartoon

17h30
Espaço da Feira
Sessão de autógrafos

21h30
CTC
Mosto


8 de Maio

10h30
Espaço da Feira
Livro grande dos poemas pequenos "O outono"

15h00
Espaço da Feira
Livro grande dos poemas pequenos "O outono"

18h00
CTC
Grupo Teatro Lagarto Pintado

Há outras prioridades. Há submarinos, há TGV...

O governo Simplex actualizou os preços das juntas médicas e da emissão de atestados, que até agora custavam menos de um euro, mais precisamente, 90 cêntimos.

Com uma simplex alteração, os atestados médicos passaram a custar 20 euros, e as juntas médicas, que servem por exemplo para atestar uma incapacidade ou deficiência, para obter apoios no pagamento da renda ou outros beneficios como o dístico de estacionamento para deficientes, ou para obter isenções e beneficios fiscais passaram para a módica quantia de...50 euros.

Só para terem uma noção do que esta medida significa aplicada à realidade, vou lembrar-vos que o valor do ordenado mínimo líquido anda à volta dos 400 euros, o que significa que , depois de pagar renda de casa, luz, água e gás, aqueles 50 euros são o dinheiro necessário para uma semana de sobrevivência. Por seu lado, o Estado, arrecada um bom mealheiro. Só durante a tarde de ontem por exemplo, em Beja,  foram presentes a junta médica cerca de 70 doentes, o que levou aos cofres do Estado a módica quantia de 3500 euros.

Entretanto, a Maternidade Alfredo da Costa anda a pedir donativos aos clientes para sobreviver, porque o Estado tem outras prioridades, bem longe da Educação e da Saúde.
                                 

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Apelo

A Feira do Livro de Moura e o Moura BD vão iniciar-se já no próximo dia 22 de Abril. Como tal, a tenda que receberá os dois eventos começará a ser instalada na Praça Sacadura Cabral amanhã, Sábado, dia 16 de Abril. A fim de evitar incómodos desnecessários e de possibilitar o bom desenvolvimento dos trabalhos, apelamos a que evitem estacionar ou deixar o carro no espaço situado entre a zona do acesso à porta principal do Mercado Municipal e o Jardim Dr. Santiago.

Este ano, porque recebe dois eventos em simultâneo, a tenda terá um comprimento bastante maior do que nos anos anteriores.

A organização da Feira do Livro e do Moura BD pedem e agradecem a colaboração da população, possibilitando a realização destes eventos que trazem à Praça Sacadura Cabral a proximidade que todos desejamos com o livro, a leitura, a banda desenhada e o cartoon, a poesia, a música, a dança, o teatro, o humor, em verdadeiro ambiente de festa.

Obrigada.
  

Por uma vez, podemos unir-nos em defesa do nosso concelho?


A Câmara Municipal de Moura, a Junta de Freguesia de Santo Amador, o Conselho Municipal de Educação, os Pais e Encarregados de Educação de Santo Amador e muitos, muitos cidadãos empenhados em não deixar morrer este concelho, estão neste momento a tomar posição oficial sobre o anunciado encerramento da Escola Básica de primeiro ciclo de Santo Amador.


Além da desumanidade de arrancar crianças de seis e sete anos do seio das suas famílias, durante dias inteiros para um ambiente desconhecido, onde não têm apoio nem acompanhamento de ninguém, é um golpe mortal à sobrevivência da comunidade de Santo Amador.

Como é possível fixar famílias numa localidade se depois se obrigam os pais a colocarem os seus filhos noutra escola, a vários quilómetros de distância?

Como é possível que, após todo o investimento feito na requalificação da escola, dotando-a de salas de aula com todas as condições, e de equipamentos como o ginásio, a biblioteca e o parque infantil se decida extingui-la e jogar fora todo o trabalho desenvolvido?

Como é possível que o mesmo governo que todos os dias foi notícia pelo esbanjar de dinheiros públicos, tivesse escolhido cortar precisamente nos serviços básicos e essenciais ao bem-estar das populações e desenvolvimento do país como é o caso da saúde e da educação?


A Escola Básica de Santo Amador tem 16 alunos. Caso seja autorizado o seu funcionamento, haverá mais dois alunos que completam os seis anos entre o início do ano lectivo e o final do ano civil (os chamados “facultativos”), perfazendo 18 alunos.
             

A lei que decide que as escolas com menos de 21 alunos têm de fechar, também define que turmas mistas (alunos do 1º ao 4º ano, como é o caso de Santo Amador), não podem ter mais de 18 alunos… Em que ficamos?

E os meninos do Jardim de Infância, ficam sozinhos na escola? O Ministério alega não saber quantos alunos vão frequentar este estabelecimento no ano que vem. Mas até eu, que sou apenas uma cidadã insignificante, perguntei e fiquei a saber que há sete crianças em condições de frequentar o Jardim de Infância no ano lectivo 2011/2012. A somar aos meninos de 1º ciclo, dá 25. É mais do que 21, ou não?
              

15 horas, 47 minutos e 52 segundos

E ainda diz que não tem tempo de estar na internet... 200 visitas?

      

quinta-feira, 14 de abril de 2011

2 anos


1022 posts, 2232 comentários validados e publicados, perto de 140 000 acessos. Uma experiência extraordinária e surpreendente a todos os níveis, que superou todas as minhas expectativas.

O Açúcar Amarelo faz hoje dois anos. Obrigada a todos os que aqui vêm.

              

terça-feira, 12 de abril de 2011

A quem o dizem...

São elas quem mais o faz. Só na Índia, no México e na Turquia é que esta diferença é maior, segundo o estudo revelado hoje pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), "Society at a Glance 2011". E, se juntarmos o trabalho pago e não pago, então Portugal é o segundo país, a seguir à Índia, onde a disparidade é maior entre homens e mulheres, sendo sempre elas quem trabalha mais.


Pois. E ainda há quem pense que eu levo os dias na Ikea! Levam tantas...
          

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Parabéns Mafalda!

A minha sobrinha Bá, como é conhecida, faz hoje anos. São três anos cheios de vida, de tagarelice, de observações pertinentes feitas com a cabeça inclinada a avaliar aquilo que lhe respondemos, de riso aberto quando respondemos afirmativamente à pergunta preferida: Tia Jelia, posso ir pá tua casa? Ah... Tá beim!  Muntóbigada! E se por qualquer motivo não pode ir, aí vem o inevitável Poqueim?

Parabéns Bá, e como tu costumas dizer "eu não gosto pouco de ti, gosto muito, muito!". Beijinhos.


A Bá e a sua inseparável vaca, em formato de boneca, pelas mãos da Cláudia Félix.

Nada Nobre

     
        

Pouco Nobre

A credibilidade de Fernando Nobre fica pelas ruas da amargura com esta tomada de posição, mas ele é apenas um homem. O que é grave e irreversível, é que a sua atitude arrasa completamente todos os esforços para o aparecimento de novos movimentos de cidadania independentes ou extra-partidários.


Para o bem mas sobretudo, e infelizmente, para o mal, Fernando Nobre foi a cara dessa possibilidade, muito mais do que Manuel Alegre havia feito com o seu milhão de votos há cinco anos. Alegre assumia-se como militante de uma estrutura política, mas Nobre vendeu sempre a imagem de quem "corre por fora", de quem quer "dar voz aos que não a têm", de representante de uma sociedade cansada dos esquemas e lobbies partidários e cheia de esperança num novo caminho. E ontem, roubou-lhes tudo, outra vez.

O sim de Nobre ao PSD é a derrota dos espíritos livres, a humilhação dos desenquadrados, o desbaratar de valores fundamentais de cidadania, independência, e coerência, vencidos pela ambição desmedida de um homem fraco e pouco nobre.
          

domingo, 10 de abril de 2011

Independência, Nobreza e afins

Como já devem ter percebido pelos posts aqui em baixo, o meu fim de semana foi muito melhor do que o do resto do país. Não segui as transmissões do congresso do PS, nem ouvi os lamentos dignos do melhor episódio do Calimero, não tive oportunidade de demonstrar a minha solidariedade com o partido que esteve seis anos no poder mas que só fez o que a oposição o obrigou a fazer (incluindo abandonar as Bibliotecas à sua sorte e extinguir a DGLB, nunca mais vos perdoo), nem me emocionei quando o grande líder foi aclamado ao som de uma música daquelas que fazem arrepiar.

Só hoje, mais precisamente agora, dei uma vista de olhos pelas gordas dos jornais online, e pelo órgão de informação mais isento que pode existir, e fiquei  a saber que o Sr. Fernando Nobre, o homem do povo que não aceitava ser integrado em nenhum partido, será cabeça de lista do PSD por Lisboa.

Mais à frente, leio que o homem independente que não aceita o jugo dos partidos, será indigitado para Presidente da Assembleia da República, caso o PSD vença as eleições. Ah! Está tudo explicado.

O senhor concorreu para Chefe de Estado e não venceu, não teve outro remédio a não ser concorrer para a segunda figura na hierarquia da nação: O Presidente da Assembleia da República. Não é culpa dele que o sistema não permita candidaturas independentes e que seja obrigatório dar a cara por um partido...

Para demonstrar a sua independência, depois de ter sido  mandatário nacional do Bloco de Esquerda nas europeias de Junho de 2005, e de ter recebido o apoio (pouco) discreto do PS (agora deve ler-se Partido da família Soares), candidata-se agora pelo PSD. Está realmente, muito acima das estruturas partidárias, como compete ao Presidente da Assembleia da República.

Good BAD news

O ntítulo deste post engana porque as notícias são mesmo boas. A BAD (Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas) tem um novo espaço privilegiado de contacto com os seus associados e com todos os que se interessam pela área profissional da informação e documentação.


O endereço é http://www.bad.pt/noticia/. Colem nos Favoritos e passem por lá, até porque aqui a vossa amiga também integra a equipa editorial. Por essa razão, o Notícia BAD passa já ali para a barra lateral, na prateleira do "Também estou aqui!"


                   

Crónica do dia de ontem

Há dias que não podemos esquecer, porque são aqueles que valem a pena. O de ontem foi assim. Descontando o facto de me ter levantado às 4 e pouco da manhã (!), tudo o resto foi espectacular.

Às seis já estava a sair de Beja com as minhas colegas bibliotecárias de Aljustrel e Beja, rumo à lindíssima Nazaré onde decorreu a “1ª Jornada de Reflexão sobre a profissão e o associativismo” organizada pela Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD).

O que se passou durante o dia foi algo de que já tinha muitas saudades: Debate, limpo e claro, apresentação de ideias e propostas, procura de soluções e de caminhos para percorrer. O Grupo da Nazaré chegou obviamente a conclusões, de que o Açúcar Amarelo irá dando conta atempadamente.

Já de volta a casa, sintonizei o carro na Antena1. O meu Sporting não só estava a ganhar, algo de que também já tinha saudades, como ainda por cima, os dois golos da vitória foram marcados pelo Djaló. Os milagres acontecem, e estão ao alcance das fadinhas da Floribella.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Um café especial

Desde a fachada ao interior, o Café Majestic, na emblemática Rua de Santa Catarina, no Porto, é considerado um espaço memorável, a não perder na visita à cidade invicta. Agora, o site Ucityguides considera-o mesmo como o 6º café mais bonito do mundo.

No final do século XIX, este género de cafés tornou-se o ponto de encontro preferido dos intelectuais locais. Nos seus interiores palacianos decorreram tertúlias e discussões literárias e políticas que haveriam de influenciar o rumo dos respectivos países.

Infelizmente, a maioria destes espaços adoptou características de museu, frequentados por turistas de elevado poder económico, a quem são servidos artigos de pastelaria e bebidas a preços proibitivos.

Para quem não conhece, aqui ficam algumas imagens do Majestic:









Há 3 dias apenas jurava a pés juntos que não precisávamos de nada...

O ministro das finanças diz que "o auxilio de que necessitamos não é para meia dúzia de meses" mas sim para um "horizonte mais alargado".

         

Fim de legislatura

Integrada numa reportagem sobre a experiência de cinco deputados estreantes nesta legislatura de  apenas um ano e meio, fica aqui a entrevista do Deputado à Assembleia da República pelo distrito de Beja, João Ramos, que me dá a honra de ser meu amigo.


  

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Pronta!


Tudo está encaminhado. Já só nos falta marcar, um a um, os dez milhares de livros que estarão presentes para venda na Feira do Livro. Pormenores.

            

quarta-feira, 6 de abril de 2011

O país está tão mal... o Primeiro Ministro está tão preocupado... não consegue pensar em mais nada

Estados de alma

«Fez-me bem à alma sentir-me desejada neste momento», diz Judite de Sousa, o eterno rosto da informação RTP que agora é directora-adjunta do mesmo serviço na estação rival TVI.

Olhe querida, a mim o que me faz bem à alma é saber que já não sou eu que lhe pago o ordenado...
            

Eu vou!

I Jornada de Reflexão
A Profissão e o Associativismo
na área da Informação e Documentação

Biblioteca Municipal da Nazaré
9 de Abril de 2011

Mais informações:

Vai valer a pena!


terça-feira, 5 de abril de 2011

Mais razões para visitar a Biblioteca Municipal

O espaço da Hora do Conto na sala infantil da Biblioteca Municipal de Moura tem um novo cenário. É um mural concebido e executado pela Cláudia Félix, e está à espera da vossa visita.












Fotografias de Cláudia Félix

segunda-feira, 4 de abril de 2011

25 anos de Bibliotecas Públicas

A 3 de Abril de 1986, há 25 anos, foi publicado no “Diário da República”, II série, um despacho da Secretaria de Estado da Cultura criando as condições necessárias para o estabelecimento de uma política nacional de Leitura Pública, através da implantação e funcionamento regular e eficaz de uma rede de bibliotecas municipais.

Para coordenar este projecto de dimensão nacional foi constituído “um grupo de trabalho orientado e coordenado pela Dra. Maria José Moura, presidente do Conselho Nacional da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas”. Os resultados desse despacho são bem evidentes e conhecidos: 261 Municípios foram apoiados, quer no Continente, quer nas Regiões Autónomas, e 191 Bibliotecas já foram inauguradas.

A Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, é um dos raros exemplos do Portugal que “deu certo”, um investimento para o futuro, para melhorar as condições de aprendizagem e de acesso à informação, à cultura e ao lazer dos cidadãos deste país.

Infelizmente, os frutos de todo este trabalho, os resultados obtidos a curto e médio prazo, e até mesmo o investimento já realizado não foram suficientes para continuar a merecer o interesse e a atenção do poder político, que ameaça deixar cair por terra um projecto fundamental para a construção de um Portugal mais digno.

Mas para nós, bibliotecários e utilizadores, continua a ser uma prioridade e não um luxo. Continuaremos a lutar com as únicas armas que temos: as palavras e o trabalho que desenvolvemos todos os dias.

            

:))

Última hora






José Sócrates ameaça mandar apagar as luzes de S. Bento e ligar o sistema de rega dos jardins do palácio às 20h00 do dia 5 de Junho.

Eh eh eh... Estou fartinha de rir. Mesmo que quisesse estar aborrecida com o meu Sporting, estes tipos não me deixam. Aquela defesa do Roberto...

Duas notas:
1 - Copiei do Facebook;
2 - Parabéns ao FC Porto.
 
             

Mil e um

Este devia ter sido o post número mil.

Já esteve escrito, e foi apagado. Era um post de despedida, não do Açúcar, mas da minha vida profissional. Durante as últimas semanas atravessei mais um daqueles momentos decisivos, em que chegamos a uma encruzilhada e temos de escolher a direcção que vamos tomar.

Ao desafio que me foi proposto de assumir funções noutra biblioteca, com uma dinâmica, dimensão e impacto completamente diferentes da "minha" biblioteca, contrapunha-se a necessidade de acompanhar de perto os meus filhos, o investimento feito no projecto da minha vida que é a Biblioteca Municipal de Moura e os custos associados a uma deslocação diária de várias dezenas de quilómetros. É certo que sempre esteve em cima da mesa a possibilidade de ter de sair daqui, especialmente se os meus filhos optarem por estudar fora. A nossa casa será onde eles estiverem. Mas agora, uma mudança implicava custos dificeis de contabilizar e suportar.

E no entanto, a minha decisão acabou por ser a de aceitar o desafio. Uma oportunidade única de experimentar uma realidade profissional completamente diferente e a necessidade de mudança que me tem vindo a sufocar nos últimos anos impuseram-se e levaram-me à única escolha possível.

E depois, já em tempo de compensação, eis que as circunstâncias se alteram, e só há um caminho a seguir. É o caminho de continuar a investir na Biblioteca de Moura e dar-lhe condições para que continue a afirmar-se como uma instituição aberta a todos, promotora de acesso livre e democrático à informação, à cultura e ao lazer. É o caminho de continuar a lutar, ao lado dos homens e mulheres que constituem a fantástica equipa da Biblioteca, para a prestação de mais e melhores serviços à população. É o caminho de continuar a defender os interesses da Biblioteca e de todos os seus utilizadores. É o caminho de continuar a projectar o futuro.

Por isso, em vez de assinalar o post número 1000, que fecha um ciclo, prefiro assinalar este. Mil e um. Recomeçamos a contagem.
                 

domingo, 3 de abril de 2011

Mais uma!


O Núcleo Sportinguista de Moura conquistou ontem mais uma Taça Distrital de Futsal ao vencer o Almodovarense por 4 a 2. Parabéns!

Diz quem viu que a claque do núcleo cantou isto sem parar. Teremos algumas transferências de adeptos para breve?
             

Se houvesse banda sonora oficial da Feira do Livro, seria esta.



Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já foi coberto de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía

Nota: Por incrível que pareça, não consegui encontrar um único vídeo desta música que não tivesse erros. Desculpem lá os "mudan-se"!
             

Onde é que está a notícia?

O Sol faz manchete com a notícia de 2 divórcios gay.

Desculpem? Mas qual é a notícia?

Havia alguma cláusula, escrita em letra pequena na legislação, a dizer que duas pessoas que optam por casar, pelo facto de serem do mesmo sexo, já não se podem divorciar? Poupem-me!

Falta de imaginação

A 23 de março escrevi aqui isto. Era uma piada, achei que estava a inventar. Mas devia ter-me lembrado que não costumo ter muita imaginação, e as notícias que agora vêm a público confirmam isso mesmo.

Entre 22 e 23 de março, o Governo fez 156 nomeações - 85 novos membros e 71 promoções. Grande parte destes nomeados serão demitidos após as eleições de 5 de Junho, mas até lá, são 3 meses a ganhar uns trocos. É o ordenado para andarem em campanha...

sábado, 2 de abril de 2011

2 de Abril


Em 2 de Abril assinala-se o Dia Internacional do Livro Infantil. A data foi escolhida por ser o aniversário de Hans Christian Andersen, o magnífico contador de histórias dinamarquês. Nascido em 1805, de origem humilde, filho de um sapateiro, Andersen instalou-se em Copenhaga em 1819 onde, graças à ajuda de generosos protectores, estudou canto e dança. Mas na realidade a sua formação foi autodidacta, alimentada por abundantes leituras. A partir de 1833 começou a publicar obras dramáticas, diários, apontamentos de viagens e alguns romances.

Mas a obra que o torna célebre em todo o mundo é uma série de Contos, traduzidos para uma infinidade de idiomas. Entre 1835 e 1872 publicou 156 contos, alguns dos quais fazem parte do imaginário de todas as crianças:  O soldadinho de chumbo, A pequena sereia, A menina dos fósforos, O patinho feio, e aquele de que mais gosto: O fato novo do Imperador (também conhecido por O rei vai nú), entre outros.

Todos os anos, o IBBY (International Board on Books for Young People) divulga uma mensagem de apelo à promoção da leitura para crianças e jovens. A minha preferida, de todas estas mensagens, continua a ser a de 2001, escrita pela húngara Éva Janikovszky:


Nos livros está tudo




Que haverá nos livros? - costumava perguntar a mim mesma quando tinha três ou quatro anos, sentada no meu banquinho, na livraria dos meus avós.

Atrás da caixa, sentava-se a avó. Do outro lado do balcão, a minha mãe esperava os clientes. Por detrás dela, as estantes chegavam até ao tecto e, para se poder alcançar os livros das prateleiras de cima, uma grande escada, suspensa de uma barra de ferro por dois ganchos, deslizava da esquerda para a direita e da direita para a esquerda.

Não pensem que me aborrecia! Quando um cliente entrava na loja, eu punha-me a adivinhar: irá escolher um livro das estantes inferiores, ou interessar-se-á por algum colocado nas de cima? Jovem, ágil e inteligente, a minha mãe sabia onde se encontrava cada livro, subia a escada se necessário, descia com um livro de capa azul, vermelha ou dourada e colocava-o diante do comprador. Eu sentia-me orgulhosa da minha mãe e cada vez me interessava mais e mais pelo que pudesse existir nos livros. Nas filas de baixo, também os havia de capa azul, vermelha ou dourada, cheios de letras negras, pequeninas, mas nenhum tinha desenhos tão bonitos como os meus !

Em minha casa toda a gente lia. A minha mãe, o meu pai, os meus avós. Ao observar os seus rostos inclinados sobre um livro, ao ver que às vezes sorriam, que outras vezes se punham sérios, e que em certos momentos viravam a página com uma atenção tensa, interrogava-me: Por onde andarão? Se lhes falo, não me ouvem e, quando por fim me prestam atenção, parecem acabados de sair de algum lugar distante. Por que não me levam com eles? Que existe afinal nos livros? Qual é o segredo que não me querem contar?

Mais tarde aprendi a ler. E descobri, enfim, o segredo dos livros. Descobri que neles estava tudo. Não apenas fadas, gnomos, princesas e bruxas malvadas. Também lá estávamos tu e eu com todas as nossas alegrias, as nossas preocupações, os nossos desejos, as nossas tristezas; o bem e o mal, a verdade e a falsidade, a natureza, o universo. Tudo isso cabe nos livros.

Abre um livro! Ele partilhará contigo todos os seus segredos.

Pedro

Desde 31 de Março que não escrevo aqui nada. Há 13 anos, foi nessa noite que fui internada, e a manhã de hoje trouxe-me o Pedro. Parabéns, filho!