quarta-feira, 25 de julho de 2012

Tarifário Relvas

O ministro dos casos deste governo não acaba uns para começar outros. Agora ficámos a saber que por ser presidente da Assembleia Municipal de Tomar, a Câmara lhe disponibilizava um telemóvel para ele fazer umas chamaditas, coitado, que ele era muito carenciado e não podia pagar o telemóvel do bolso dele. Desconhece-se ainda o teor das chamadas, mas sabe-se que a Câmara de Tomar pagou:

€1.229, 96 no mês de Abril de 2009
€7.444, 46 em 2009 (ano de eleições europeias, legislativas e autárquicas).
€26.463 nos últimos seis anos
€367 é, em média, o valor da factura mensal do telemóvel de Relvas, pago por Tomar, nos últimos seis anos.

Não consigo deixar de pensar quantos livros podia comprar com estes trocos...

3 comentários:

  1. Caro anónimo de dia 25 de Julho, às 23h06:
    Como é óbvio, não posso publicar o seu comentário, uma vez que faz acusações directas a uma pessoa e não se identifica. Se quiser voltar a fazê-lo identificado, publicarei o que enviar.

    Cumprimentos,
    Zélia

    ResponderEliminar
  2. Ok Zelia, compreendo. Peço desculpa pelo abuso, mas nao me contive. É que o referido Sr. apresentou um curriculum profissional com documentos falsos, onde constam habilitações que nunca teve. Acho que o assunto foi entregue ao Ministério Publico.
    Aproveito para lhe dizer que sou assiduo aqui no seu blog, porque gosto dos temas e da forma como são apresentos. Parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo a sua indignação. Confesso que também fiquei incomodada. Vivemos num meio pequeno, onde acompanhamos mais ou menos os percursos académicos e profissionais das pessoas que são da nossa idade (especialmente na minha profissão) e confesso que fiquei surpreendida com o resultado final, por não me ter apercebido da sua "execução". Mas como correspondeu a uma fase da minha vida em que eu "estava entretida a ter filhos e mudar fraldas", podia ter acontecido sem que eu me apercebesse.
      Espero que, a ser verdade, a situação seja clarificada. Mais um caso polémico para a instituição em causa...

      Obrigada pela compreensão, e pelas visitas.

      Eliminar