segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Ano novo, vida nova



A Biblioteca Pública de Évora foi fundada em 1805 pelo Arcebispo Frei Manuel do Cenáculo, um clérigo poderoso, generoso e culto, uma das figuras de maior relevo do Iluminismo Português. 
Presentemente, a BPE orgulha-se de ser uma das mais antigas e mais ricas bibliotecas de Portugal, o que é inquestionável no que diz respeito às suas colecções. Elas são hoje o resultado de um conjunto de circunstâncias que juntaram numa cidade, numa instituição e num espólio unificado uma grande riqueza de documentos raros, muitos deles únicos.
O espólio da BPE inclui 664 incunábulos e 6 445 livros impressos do século XVI, para além de vários núcleos de documentos manuscritos, de cartografia, música impressa e mais de 20 000 títulos de publicações periódicas. 
A BPE é desde 1931 beneficiária do Depósito Legal, o que tem contribuído para a sua riqueza e abrangência em termos de bibliografia corrente, ascendendo as suas colecções a mais de 612 mil volumes.
A BPE atrai muitos investigadores da Universidade de Évora e, na realidade, de todo o país. É igualmente muito visitada e os seus serviços solicitados por investigadores e curiosos de todo o mundo. A sua localização, no coração do Centro Histórico, junto ao Templo Romano e à Catedral, e a riqueza das suas colecções contribuem para fazer da BPE um dos elementos essenciais de Évora enquanto Património Mundial.
Conforme despacho da Senhora Directora da Biblioteca Nacional de Portugal, fui nomeada Directora da Biblioteca Pública de Évora, com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2014.

10 comentários:

  1. É tão bom! estou muito orgulhosa de ti! merecido, sem dúvida! beijos e as maiores felicidades do mundo para esta nova fase da tua carreira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Teresa, estou muito contente, mas bastante apreensiva com a enorme responsabilidade.
      Um beijinho, temos que nos encontrar para um café e dois dedos de conversa.

      Eliminar
  2. Parabéns, Zélia
    Lá nos encontraremos nas reuniões da RBev.
    CIBE RBE Maria José Alves

    ResponderEliminar
  3. Muitos parabéns!! É sempre agradável saber que os nossos conterrâneos estão em cargos interessantes!

    ResponderEliminar
  4. Parabéns Zélia! É um verdadeiro desafio, mais os bibliotecários sempre conseguiram contornar os obstáculos com paixão! Felicidades

    ResponderEliminar
  5. Cara Zélia, muitos parabéns pela nomeação.
    Mas esteja muito atenta à gestão da nova responsabilidade, muito cuidado com os funcionários mais velhos que boicotam todo e qualquer trabalho e tarefa de modernização das práticas estabelecidas e do espaço em si.
    Peço-lhe por favor para como directora ter a coragem de mandar catalogar todo o espólio da biblioteca, seja aquele que estão nos celeiros, sejam aqueles livros antigos do frei manuel do cenáculo e informatizar a base de dados das fichas em papel que por lá andam espalhadas. Não é uma questão de menor importância é pôr ao alcance do público todo o espólio existente e terminar com a prática dos livros invisíveis efectivando assim a lei do depósito legal, pois é uma vergonha os eborenses terem que se deslocar à biblioteca nacional para consultar o que a biblioteca pública possui mas não disponibiliza.

    ResponderEliminar
  6. Força Doutora Zélia, Deus vai ajudá-la a construir obra. Desejo-lhe as maiores felicidades.
    Um obrigado ao anterior diretor, Dr. Clixto.
    Bruno Moleiro
    http://brunomoleiro.tumblr.com/

    ResponderEliminar