sexta-feira, 31 de maio de 2013

SS (...!)

Eu sempre chamei aqui (e em todo o lado, para ser honesta) a atenção para a importância de saber um pouco de História. Chamar a um anexo que parece só existir para permitir a aplicação de uma multa em caso de não-cumprimento, Anexo SS, é de uma crueldade desnecessária.

Bem, afinal parece que estou isenta da apresentação do referido anexo, por via da aplicação da seguinte cláusula, escrita em muito mau português:

"Os trabalhadores independentes quando acumulem atividade independente com atividade profissional por conta de outrem e, que por esta última atividade lhes foi atribuída isenção, por estarem abrangidos pelo regime da Caixa Geral de Aposentações ou por outro regime de proteção social, que não seja o regime de segurança social "

Outras isenções e esclarecimentos disponíveis aqui: http://info.portaldasfinancas.gov.pt/NR/rdonlyres/2B41C1AB-4A40-4A45-B2FC-698B8C736E75/0/AlertaIRS.pdf

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Só podia...

Era suposto que isto tivesse piada? Já vi funerais mais divertidos. Parece que voltámos a ter um clube do regime. Mau sinal. Muito mau sinal.
              

terça-feira, 28 de maio de 2013

domingo, 26 de maio de 2013

A estupidificação da sociedade

Dezenas de comentadores políticos, conhecedores de tudo o que há para saber e dizer sobre a actualidade. Ministros, secretários de estado e deputados. Políticas educativas, culturais e de desenvolvimento económico. Investigadores, cientistas, licenciados, pós-graduados, mestres, doutores e pós-doutorados.

De que serve tudo isto, se ao domingo à noite as televisões dedicam várias horas de emissão a uma dúzia de malucos presos por vontade própria numa casa onde nem podem tomar banho de água fria enquanto outra dúzia de malucos debatem a angústia de mergulhar numa piscina de água quente?
                   

Ooooohhhhhhh...

E o Marquês outra vez sozinho... Tss, tsss, não se faz!
               

E aos pais disse... nada.

O mais recente especialista em Educação promovido pelo Ministério da Educação português era militar e depois estudou economia. Aparentemente, é isso que faz dele um especialista conceituado num assunto sobre o qual nunca estudou.

O Público entrevistou este prodígio que discorda da mais que provada relação directa entre turmas pequenas e sucesso escolar, argumentando que turmas maiores teriam mais sucesso com professores eficientes. Então explique-se lá melhor, escreve o senhor jornalista (que o conceituado especialista é ocupado demais para ser entrevistado e só se dignou a responder a perguntas por email),inquirindo como se tornarão os professores mais eficientes e que papel podem os pais desempenhar na educação dos filhos, ao que o "pedagogo" responde "Penso que conhece as minhas respostas". Eficiente, sem dúvida, eficaz é que nem tanto.



quarta-feira, 22 de maio de 2013

Rede de Bibliotecas do Baixo Alentejo

Pode ser este o nome oficial, ou talvez não... Desde há algum tempo está a ser desenvolvido um trabalho de cooperação entre os bibliotecários dos 13 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo com vista à criação de um Grupo de Trabalho que potencie recursos e formas de colaboração em rede.

Para já, o Grupo de Trabalho está a avançar em frentes tão diversificadas como a constituição daquilo a que  podemos chamar uma memória colectiva em formato digital e disponível online, a construção do catálogo colectivo, o estabelecimento de um sistema normalizado e ágil de empréstimo interbibliotecas, o planeamento de formação profissional adequada e útil para os profissionais da área ou a constituição de uma carteira de actividades e agentes de mediação e promoção da leitura que possam contribuir para o trabalho desenvolvido nas bibliotecas públicas.

Apesar de crescer no seio da CIMBAL, o Grupo de Trabalho optou por realizar as suas reuniões mensais de forma descentralizada, nas 13 bibliotecas que o constituem, possibilitando assim uma troca efectiva de experiências e o conhecimento das diferentes realidades. Depois de Aljustrel, ontem foi a vez de Almodôvar, onde fomos muito bem recebidos. Segue-se Alvito, ou estavam à espera que uma coisa organizada por bibliotecários não seguisse a ordem alfabética?

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Só lhe mudam o nome...

"O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê uma melhoria do tempo, com uma subida das temperaturas máxima e mínima na ordem dos dois graus"
Instituto Português do Mar e da Atmosfera? Que é feito do velhinho Instituto de Meteorologia e Geofísica? Mas porque é que têm esta mania de mudar o nome aos institutos? Vocês sabem o trabalho que isto dá numa tabela de autoridade? Procurar uma publicação do Ministério da Educação é o caos, já teve mais de 20 designações nos últimos 30 anos. Parem quietos! Governem, é para isso que aí estão.

Da coragem ou da falta dela

Há vários dias que somos bombardeados com a "coragem" de Angelina Jolie. Sem lhe retirar o mérito, convém ter os pés bem assentes na terra. Em Portugal esta cirurgia também é possível e é feita por quem tem possibilidades económicas para o fazer. No sistema público, nem os testes genéticos ou as consultas de risco se conseguem obter. O mero acompanhamento ou vigilância de situações já diagnosticadas de carácter benigno, que a qualquer momento podem evoluir para o que toda a gente teme, está a ser cancelado pelos hospitais públicos.

Quando a assistência à saúde está a ser cada vez mais estrangulada e vedada a quem não tem possibilidades económicas, dificilmente se pode pedir coragem a quem simplesmente não tem escolha.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Vogais e Consoantes Politicamente Incorrectas do Acordo Ortográfico


O meu colega blogger Pedro Correia, que me habituei a seguir também no Delito de Opinião, é um activo opositor ao Acordo Ortográfico. Passou das palavras à acção e o resultado do seu trabalho está no livro Vogais e Consoantes Politicamente Incorrectas do Acordo Ortográfico, editado pela Guerra & Paz.

A sessão de lançamento do livro - que já se encontra nas livrarias - será na próxima terça-feira, dia 21, a partir das 18.30, na Bertrand do Picoas Plaza (Lisboa). Estendo o convite que o Pedro amavelmente me dirigiu a todos os leitores deste blogue para que possam estar presentes. E sobretudo, que leiam o livro!

Querem ver que vivo no estrangeiro?


Hoje é o Dia do Euromelanoma (?? Não devia ser o dia europeu do melanoma?) Para assinalar a data e despertar consciências, a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo promove a realização de rastreios gratuitos em todo o país. Considerando que há menos de 48 horas paguei 10 euros e trinta cêntimos no centro de saúde para que o médico me dissesse que tenho de consultar um dermatologista por causa de um sinal que tenho, fui procurar pelos locais de rastreio

Em todo o país afinal significa do Tejo para cima com uma excepção em Almada e outra em Faro. Nada a menos de 200 km de distância. A sorte é que eu sou funcionária pública, tenho um daqueles salários astronómicos que estão congelados desde 2001 e que começaram a encolher a partir de 2011, e como tal, já marquei consulta no sistema privado. É que isto da saúde pública é cada vez mais uma miragem, e já dizia o Mário Lino, isto aqui não passa de um deserto.

Mais informações sobre o assunto aqui.

terça-feira, 14 de maio de 2013

O cúmulo do ridículo passa a ser isto



Primeiro foi Nossa Senhora da Conceição, que empurrou o crude para as costas da Galiza, agora é Nossa Senhora de Fátima que traz a aprovação da troika. Já que não há duas sem três, também posso pedir um milagre? Qual é o estimado Santo ou Santa que faz favor de nos tirar estes senhores da frente?
    

Carpe diem


A forma como a morte nos vai rodeando é assustadora. Mais do que todas as dores nas pernas, rugas de expressão ou filhos crescidos, é a morte de pessoas conhecidas que me confronta de forma avassaladora com o envelhecimento.

Não tenho problemas com a idade. Declaro-a onde for preciso. São 43 anos cheios de uma vida intensa, de experiências, de escolhas assumidas e bem resolvidas. Penso muitas vezes no que gostaria de ter feito e não fiz, mas quando constato o que já fiz, sei que não perdi tempo. Convivo bem comigo e com o que estes anos me trouxeram.

Porém, dou comigo a fazer contas à esperança média de vida e a quantos anos me restam. Não é um pensamento constante, mas está cá, como um herpes adormecido que se manifesta com mais veemência quando morre alguém conhecido. É que dantes, "quando eu era nova", só morriam pessoas com quem não me relacionava, ou que eram das relações dos meus pais. Mas agora, é a minha geração que vê partir os seus conhecidos. Na grande maioria, pessoas mais velhas, é verdade, mas ainda assim, pessoas que nos habituámos a cumprimentar, com quem trabalhámos ou com quem desenvolvemos projectos.

Mais vale, portanto, aproveitar cada dia. Mas não a qualquer preço. Ainda que no futuro, o reumático me obrigue a andar curvada, quero continuar sempre a olhar as pessoas de frente, mesmo que os que me respondam da mesma forma sejam cada vez menos.
       

segunda-feira, 13 de maio de 2013

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Madalena

Já venho atrasada. A Madalena já nasceu ontem e veio enriquecer de forma muito especial as vidas da sua família: a mãe Marta, o pai Jorge e o mano Miguel.

Que sejas muito bem-vinda Madalena! Que a vida te sorria sempre. Que herdes a coragem, o carácter e a capacidade de trabalho. Que a sorte te ajude, que tanta falta nos faz a todos e já agora, que simpatizes com o Sporting (já que estou a pedir, mais vale esticar um bocadinho a corda e sonhar com o impossível) .

Parabéns a toda a família!