quarta-feira, 30 de outubro de 2013

On a clear day you can see forever

Quem passa pela Barragem de Alqueva depara com uma frase em letras garrafais, porém já cheias de ferrugem, mal disfarçadas por uma rede que o vento já se encarregou de rasgar.

A frase é nada mais nada menos que "On a clear day you can see forever", título de uma música que integra o musical On a clear day, de 1970, adaptado em Portugal com o nome Melinda.

Depois de se ouvir a música e conhecer a letra, percebe-se a intenção. Ainda assim, pergunto-me se será a escolha mais acertada. Quantos, dos que visitam a barragem ou por lá passam a caminho de casa, conhecem a origem da expressão? Assim, descontextualizada, seria mesmo a melhor forma de dar as boas vindas a quem visita o Grande Lago?




On a clear day, rise and look around you
And you'll see who just prove you are

On a clear day, how it will astound you
That a glow of your being, outshines every star

You'll feel part of
Ev'ry mountain, sea, and shore
You can hear from far and near
A world you've never heard before

And on a clear day, on that clear day
You can see forever, oh

And on that clear day on that clear clear day
You can see forever and ever and ever and evermore


Triste país

O programa de televisão preferido é a Casa dos Segredos e a cantora mais ouvida é a Liliane Marise. A quem é que eu vou contar isto?
   

domingo, 27 de outubro de 2013

Nem sei por onde hei-de começar...

... por isso vou logo directa à conclusão.

Estes advogados, que por agora não cobram honorários (tão simpáticos!), mas que certamente tencionam receber uma fatia da hipotética indemnização, nunca se lembraram de pedir apoio para ajudar a senhora a resolver os problemas que a afligem, nomeadamente o vício do jogo? Talvez a própria Santa Casa da Misericórdia tenha meios disponíveis.

Aconselho os proprietários do café e do quiosque referidos na reportagem a seguirem com atenção o processo. Se a senhora chega a receber o dinheiro, imaginem a quantidade de raspadinhas que vão vender...
       

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Oh pá, o que eu gosto disto!

"Investigadores da Universidade de Granada (Espanha) conseguiram demonstrar cientificamente que comer chocolate, afinal, não engorda e que um alto consumo está associado a níveis mais baixos de gordura total (a de todo o corpo) e abdominal.
(...)
De facto, o chocolate é um alimento rico em flavonoides (especialmente catequinas), que proporcionam múltiplas propriedades saudáveis.
Em concreto, é um bom antioxidante, antitrombótico e anti-inflamatório, tem efeitos anti-hipertensivos e pode ajudar a prevenir a cardiopatia isquémica, segundo os investigadores.
Recentemente, outro estudo transversal desenvolvido em adultos por cientistas da Universidade de Califórnia observou que uma maior frequência no consumo de chocolate também se associa com um menor índice de massa corporal."

Podem ler mais aqui. Prateleira dos chocolates do Intermarché, aí vou eu!
         

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

A brincar aos governos

O senhor porta-voz do conselho de ministros diz que não há qualquer adiamento no guião da reforma do Estado, porque esta está em curso há mais de dois anos.

Que tudo está a ser feito de improviso e sem qualquer planeamento já toda a gente percebeu. O problema é que apesar de todas as reformas, remodelações e outras invenções, o Estado não está mais leve, nem sequer mais eficiente. Como alguém dizia hoje, os funcionários deste Estado é que estão cada vez mais pobres, e eu acrescentaria, desmotivados e frustrados.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Iniciativa de Reconhecimento




O papel desempenhado pelo Dr. José Maria Prazeres Pós-de-Mina enquanto Autarca no Concelho de Moura nos últimos anos, motivou um grupo de cidadãos e colectividades a associarem-se num movimento da sociedade civil para a organização de uma "Iniciativa de Reconhecimento pelo trabalho desempenhado ao serviço da população do concelho de Moura".

Esta iniciativa consiste num Jantar, a realizar no próximo dia 8 de Novembro, pelas 20h00, no Pavilhão 1 do Parque Municipal de Feiras e Exposições do concelho de Moura.


Comissão Organizadora da 
"Iniciativa de Reconhecimento pelo trabalho desempenhado
pelo Dr. José Maria Pós-de-Mina 
ao serviço da população do concelho de Moura".


Associação Cultural e Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Moura
Associação de Idosos, Reformados e Pensionistas do Concelho de Moura
Casa do Benfica em Moura
Grupo de Teatro Lagarto Pintado
Moura Atlético Clube
Moura Salúquia - Associação de Mulheres do Concelho de Moura
Núcleo Sportinguista de Moura
Sociedade Filarmónica União Mourense - Os Amarelos
    

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Assembleia Municipal [2013-2017] - Primeira sessão

Cerimónia protocolar. Despedidas, tomadas de posse, assinaturas, discursos. Entradas e saídas. Confusões, votos e contagens.

Cada um tem o que merece e a população do concelho recebeu aqueles que elegeu. O que de bom e mau suceder em Moura a partir de ontem é resultado directo da escolha feita pelos que saíram de casa no dia 29 de Setembro e depositaram os votos na urna. E infelizmente, também daqueles que escolheram ficar em casa e permitiram que outros tomassem decisões sobre o seu futuro.

A todos, principalmente aos que ontem tomaram posse, desejo sorte, sensatez, respeito pelo próximo e a consciência permanente do serviço público. Bom trabalho!
   

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Coitadita, coitadita...

A senhora ministra (nem é preciso dizer qual é, não é?) estava mesmo agora na televisão a queixar-se, coitadita, de ter visto os seus rendimentos diminuídos e estar aflitinha, porque tem 3 filhos para criar e não tem nenhumas poupanças, e está a pagar a casa ao banco e sei lá mais o quê... (Ai filhos, onde é que eu já ouvi esta história...?)

Oh Luisinha, então filha, não te ponhas assim... Sempre podes arranjar um part-time, um biscate, sei lá! Porque é que não te tornas revendedora Avon ou coisa assim? Sempre compravas o champô mais barato e assim podias lavar o cabelo mais vezes, escusava de ter esse mau aspecto.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

E esta, hein?

O pobre, explorado e incompreendido presidente angolano José Eduardo dos Santos queixa-se do comportamento de Portugal. Pobrezinho...!

Aparentemente, os angolanos estão a ser prejudicados pelas "elites portuguesas corruptas e ignorantes", e exigem "reciprocidade nas relações entre os dois países". Isto significa que temos de arranjar uma família que se aproprie de meios de comunicação angolanos, de um clube de futebol, de vários bancos, sendo que um deles deve ser nacionalizado com grave prejuízo para a economia do país e depois vendido ao preço da uva mijona, etc. Ah! Já me esquecia... e abrir uma lavandaria.


segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Biblioteca Municipal Urbano Tavares Rodrigues

O convite há-de chegar e será colocado aqui, mas vou já dando a notícia.

Domingo, dia 20 de Outubro, às 12h00, naquele que será o seu último acto oficial enquanto Presidente da Câmara Municipal de Moura, o Dr. José Maria Pós-de-Mina descerrará a placa da "Biblioteca Municipal Urbano Tavares Rodrigues".

É uma honra para a Biblioteca receber o nome de um Homem como Urbano Tavares Rodrigues. É uma honra para a Biblioteca receber o último acto de um Presidente de Câmara extraordinário. Dois Homens que os anos me ensinaram a admirar, unidos num gesto simples, a sublinhar a importância de uma Biblioteca.
       

sábado, 12 de outubro de 2013

Património com vida

Ao meio-dia de hoje abriu oficialmente ao público a Igreja do Espírito Santo, na esquina entre a Rua da Romeira e a Rua do Espírito Santo. O pormenor das ruas é importante, porque a exposição escolhida para primeira etapa nesta nova fase do edifício é precisamente uma belíssima colecção de fotografias sobre a vivência desta zona ao longo do último século, intitulada "A rua é nossa".

A Igreja, que já teve todo o tipo de utilizações menos nobres vê-se agora restaurada, limpa, aberta à luz e às pessoas que podem admirar os magníficos frescos que a embelezam.



Mais um passo no trabalho da regeneração urbana realizado na cidade de Moura e que é testemunhada no livro "Moura - Parcerias para a regeneração urbana" que também foi apresentado hoje.

À hora a que vim para casa, as mesas prolongavam-se pela rua, o cheirinho a grelhados espalhava-se no ar e os mourenses punham em prática os seus salutares hábitos de convivência, dando alegria a um centro histórico que insiste em permanecer vivo, ao contrário de tantos concelhos supostamente desenvolvidos por circulares e rotundas que levam os habitantes para bairros periféricos, enquanto os centros morrem de solidão.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Quem foi o génio que teve esta ideia?


Quem é que vai preferir leite e flocos com sabor a Bolacha Maria produzidos em ambiente industrial, quando se pode ter leite e Bolacha Maria verdadeira, por 1/4 do preço (ou menos)?

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Gestão de expectativas

Prevê-se um novo corte nos rendimentos dos funcionários públicos, desta vez de 10%.

Não sei como estão a gerir as vossas expectativas, eu estou a rever mentalmente todos os nomes feios que já ouvi na minha vida. É demais, ninguém aguenta.
                   

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Tão atenciosos!

No passado Domingo estive numa mesa de voto. Embora fosse evidente, acabei de receber a confirmação da escolha de determinado delegado para aquela mesa por minha causa. Não sabia que tinha assim tanta importância, fico lisonjeada... Até me fazem corar.
 

sábado, 5 de outubro de 2013

Hoje

Hoje é aquele dia absolutamente igual a todos os outros do calendário, que antigamente era feriado, cujo centenário nos custou rios de dinheiro a celebrar, para afinal se concluir que não tinha importância nenhuma.

Graças à poupança gerada com a eliminação de um feriado que neste ano calhava a um sábado e no próximo ano a um domingo, e que no ano seguinte vai muito provavelmente voltar a ser feriado, Portugal vai recuperar toda a produtividade perdida, ultrapassar todas as metas do défice e voltar a ser uma economia de sucesso. Aleluia!

...


sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Bibliotecas "não essenciais"

No momento em que a classificação do serviços de biblioteca como "não essenciais" nos Estados Unidos provoca o encerramento dos serviços (à excepção da biblioteca pública de Washington DC, declarada como essencial pelo presidente da Câmara), as coisas não estão melhores no velho continente.

Os pacotes de austeridade estão a causar reduções significativas no número de bibliotecários universitários gregos, com impacto significativo na qualidade dos serviços prestados, nomeadamente na rede de cooperação nacional designada HEAL-Link. Podemos apoiá-los com a subscrição desta petição (http://www.heal-link.gr/heal_petition/res2.php?lang=en).

Os próximos podemos ser nós.
     

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Até já!

Amanhã será o último dia de trabalho do colega João Mestre no Município de Moura. Regressa ao seu posto de trabalho em Aljustrel. Ficamos um bocadinho mais pobres, mas sei que o João sente muita falta da família e a família sente muita falta dele. Esta é uma prioridade que se impõe naturalmente sobre todas as outras.

Vai o colega, mas fica a amizade. Havemos de nos cruzar muitas vezes pela vida fora, porque a vida está difícil e às boas pessoas não se pode perder o rasto.

Sei que falo em nome da "malta", por isso, no plural, desejamos-te tudo de bom e não te esqueças que podes sempre contar connosco. 

Um abraço.
   

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Dos dias que passam

A vida dá muitas voltas, pela frente aparecem-nos novos projectos, desafios, experiências que precisamos de viver para enriquecer a nossa vida, para ter outra perspectiva, para alargar horizontes. Dias extraordinários esses, que ficam gravados na nossa história, que vincam traços da nossa personalidade, que moldam as relações que estabelecemos com os outros e com o mundo.

E depois, há os outros dias, os dias (quase) iguais, em que fazemos e vivemos a vida que escolhemos. A rotina da casa, dos filhos, do trabalho. E é nestes dias, no conforto e no aconchego dessas rotinas que confirmo a sorte que tenho pelos meus filhos, pelos meus amigos e por, de todas as profissões que poderia ter, ser bibliotecária. Gosto mesmo disto, pá!