quarta-feira, 16 de julho de 2014

É festa!

De repente, deixei de ser uma mourense que acompanha a chegada dos arcos, a montagem das barraquinhas, que acorda com o barulho da rua a pôr-se bonita para ver passar a procissão, para ser uma daquelas pessoas por quem se espera nestes dias, os tais da diáspora mourense.

É estranho saber que hoje já se ouviram os morteiros às 8 da manhã. A festa a começar e eu ainda nem sequer vi os arcos da Rua de Serpa...!

Em princípio, estarei lá na Sexta-feira. Lá, naquele lugar que por estes dias é o centro do mundo, onde está a minha família e os amigos que tanta falta me fazem. Lá, naquelas ruas de que tenho saudades, no bom dia e boa tarde constantes de uma terra pequena onde todos se conhecem.

Chegou a Festa, vamos matar saudades.


1 comentário:

  1. Pois nem sequer eu conseguiria descrever melhor este sentimento de Festa que me vai na alma!! 😉

    ResponderEliminar