sexta-feira, 10 de abril de 2015

A cada leitor, seu livro. A cada livro, seu leitor.



Fui à Rodoviária levar a minha filha mais velha.Enquanto esperávamos, olhei à volta. Uma senhora sentou-se, tinha um livro na mão. Pareceu-me ver uma cota igual às da BPE, quando ela virou o livro. Olhei para o topo, vi o carimbo da BPE, confirmei. É um livro nosso, nas mãos de uma leitora. Disse à Inês: Aquele livro é da Biblioteca.

Olhei novamente para a senhora. Enquanto passava os olhos por algumas linhas do livro, sorria com ar satisfeito. Eu e a minha filha dissemos ao mesmo tempo: Está tão contente! E eu fiquei de coração cheio.

Sem comentários:

Enviar um comentário