sexta-feira, 25 de março de 2016

Biblioteca Pública de Évora: 211 anos

1805

Na 6ª Feira 8 de Fevereiro, dia de S. João da Mata, se assentou a última estante da nova Livraria.

Na  4ª  Feira  seis  de  Março,  dia  de  santa  Colecta,  e  aniversário  do  Bispo  de Beja,  e  Arcebispo  de  Évora  fui  abrir  em  a  nova  Livraria  os  primeiros  Caixotes  dos livros que vieram de Beja para ela.

Na 3ª feira 19 de Março, S. José, fui assentar no seu lugar por cima da porta da livraria o painel de N. Sra. cópia  do  original  de  Trevisani,  mestre de  Francisco  Vieira  português  antigo,  a qual  cópia  é  feita  pela  Princesa  D.  Maria  Benedicta,  viúva  do  meu  príncipe  D.  José,  a qual ela deu a sua mãe a rainha D. Mariana Vitória, mulher del rei D. José, e por morte deste Senhor mo deu a mim em 1790 quando voltei para Beja.

Na 2ª feira 25 de Março, Anunciação de Nossa Senhora fui por o 1º livro na estante da nova livraria e foi o 1º tomo da polyglota de Ximenes, fui com o vigário geral , capellães e pessoas de família.  (...) Mandei abrir um caixote e o primeiro livro que abri e li foi a Évora Gloriosa, o que me pareceu coisa de reflectir.


Diários de Frei Manuel do Cenáculo
BPE, Cod. CXXIX/1-21

Sem comentários:

Enviar um comentário