segunda-feira, 7 de março de 2011

Risco

Portugal consta pela primeira vez do Mapa de Risco Político elaborado por uma empresa especializada em prestar serviços de consultoria e gestão de riscos. O nosso país apresenta dois factores de elevado risco: O de convulsão social, motins e greves, e o incumprimento do pagamento da dívida soberana.

Um país que foi capaz de fazer uma revolução pacífica,  pondo fim a uma ditadura e instituindo a democracia com base em palavras, música de intervenção e cravos, vê-se agora à beira do abismo, graças ao génio de Sócrates.

Abram os olhos! Escutem a revolta! O primeiro grito vai ouvir-se já no dia 12.


             

6 comentários:

  1. Eu vou estar na Praça da Batalha no Porto...

    ResponderEliminar
  2. Gostaria de saber se há alguma forma organizada de participar na manisfestação, tipo se há autocarros para aqueles que querem acabar com esta situação intolerável se deslocarem. Obrigada

    ResponderEliminar
  3. vamos ver, espero sinceramente que não seja um fiasco.

    ResponderEliminar
  4. @ anónimo:
    Que eu saiba, não há nada organizado, o que não impede que os interessados se reúnam e peçam transporte.

    Nesse caso, e atravessando-me completamente ao comprido, sugiro que, havendo um grupo constituído, ou alguém que queira promover e organizar uma "delegação" peça o apoio da Câmara Municipal nos moldes em que o faz qualquer outro grupo organizado.

    ResponderEliminar
  5. eu vou...dia 19 à grande manifestação em Lisboa convocada pela CGTP-IN

    ResponderEliminar
  6. Esse é o segundo grito (cronologicamente falando). Todas as vozes são necessárias para mudar isto. Não há vozes mais importantes, ou mais legítimas. Espero que as duas manifestações sejam impossíveis de ignorar, dois grandes elefante nesta loja de loiça em que o país se tornou.

    ResponderEliminar