segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Desordem e retrocesso



O Brasil escapou por um triz e tem agora uma bolsa de oxigénio para três semanas antes da decisão final, que é tão simples como isto: liberdade ou ditadura.

Bem sei que há imensos casos de corrupção que envolvem o PT, mas, infelizmente, não é só o PT a estar envolvido, bem pelo contrário. Nem vou entrar aqui em detalhes sobre a forma vergonhosa como a Dilma foi afastada do cargo para o qual foi eleita, ou sobre as muitas dúvidas que a acusação contra Lula levanta a quem se quiser dignar a prestar cinco minutos de atenção, em vez de só ler as gordas. Porque o que está em causa no Brasil hoje, e até dia 28, é a escolha entre liberdade ou ditadura.

É só isto. As posições extremaram-se de tal forma que neste momento, só resta isto. Branco ou preto. Todos os cinzentos desapareceram. O que começou por ser uma escolha entre o que era menos mau transformou-se agora numa decisão simples. Ser ou não ser livre.

A decisão parece óbvia, especialmente num país onde tantos habitantes são descendentes de minorias subjugadas durante séculos, de escravos, de indígenas que viram os seus territórios ocupados. Quem não quer ser livre, ainda por cima quando há um passado destes para honrar? E no entanto, o dilema aí está. Liberdade ou ditadura. E a ditadura está a 3 semanas de ganhar. É um longo e muito escuro inverno que se aproxima.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Desordem e retrocesso

O Brasil escapou por um triz e tem agora uma bolsa de oxigénio para três semanas antes da decisão final, que é tão simples como isto: li...