sábado, 24 de outubro de 2015

#somosbibliotecas

Em preparação há longos meses, arrancou no 12º Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas a campanha de promoção das bibliotecas públicas, com o slogan Somos Bibliotecas. Públicas. Municipais. De todos.


Se me estão a ler, é muito elevada a probabilidade de já terem ouvido, ou lido, o que vou dizer a seguir, mas não me canso de repetir por ser a minha mais firme convicção.

A Biblioteca Pública é a mais democrática das instituições, a que melhor garante a igualdade de acesso à informação para todos os cidadãos, a que melhor assegura o direito à liberdade de expressão e de pensamento, contribuindo assim para valores tão essenciais como a defesa e consolidação dos direitos humanos.

Ao contrário da educação escolar (que a Constituição Portuguesa recomenda que seja tendencialmente gratuita) que tem registado um acréscimo de custos muitas vezes incomportável para as famílias, voltando a aprofundar o fosso entre os que podem e os que não podem ter acesso ao ensino, a Biblioteca Pública mantém os seus princípios de acesso democrático inalteráveis.

Só aqui, e só graças à acção e atitude dos bibliotecários que defendem a biblioteca e a sua missão, é possível utilizar livremente e de forma gratuita as fontes de informação imprescindíveis à formação de cidadãos livres, conscientes, capazes de produzir pensamento e de agir em conformidade com as suas convicções.

Ser bibliotecário é defender a liberdade, promover a cidadania, garantir o direito ao livre arbítrio. No entanto, embora todos mantenhamos a firme convicção que nos anima a lutar pelos direitos dos cidadãos que servimos, precisamos agora da ajuda da comunidade.

Se me está a ler, peço-lhe que subscreva a petição que se segue e que a divulgue junto dos seus amigos. Não se trata de uma posição corporativa nem pedimos benesses pessoais. Pedimos-lhe que nos ajude a divulgar o trabalho que fazemos na defesa do seu direito de acesso à informação e ao conhecimento, a formular opinião e poder expressá-la livremente.

Pedimos-lhe que nos ajude a defender o seu direito a ser livre.


Conheça o nosso trabalho aqui: http://www.somosbibliotecas.pt/
Subscreva a nossa petição aqui: http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=somosbibliotecas
Ajude a tornar esta campanha visível. Publique fotografias suas a ler, a utilizar informação em qualquer suporte ou numa biblioteca no facebook com a hashtag #somosbibliotecas

Obrigada a todos.

Sem comentários:

Enviar um comentário