quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Bibliotecas Públicas

É a mais democrática de todas as instituições. Aberta a todos, acessível a todos, sem distinção de raça, credo ou condição social. Disponível para os que podem pagar e para os que não o podem fazer. Trabalha incansavelmente, hora após hora, dia após dia, ano após ano, para garantir que todos, sem excepção, têm acesso à informação, ao conhecimento e à cultura.

Não é um depósito de informação, é um ponto de partida. Não é o lugar do silêncio, é o lugar das respostas. Não é um sítio reservado às elites, é um espaço para todos. Não é um produto massificado, é um serviço que vai de encontro às necessidades e expectativas de cada utilizador. Não é um luxo, é uma necessidade.

Em defesa das Bibliotecas Públicas, assine esta petição de Apoio à Declaração Escrita 0016/2013 sobre o impacto das bibliotecas públicas às comunidades da Europa endereçada aos Eurodeputados Portugueses e passe a palavra aos seus contactos.

                    

terça-feira, 26 de novembro de 2013

É mais de Leoa, mas pronto. Foi o melhor que se arranjou.



"You held me down, but I got up
Already brushing off the dust
You hear my voice, your hear that sound
Like thunder, gonna shake your ground
You held me down, but I got up
Get ready cause I’ve had enough

I see it all, I see it now
I got the eye of the tiger, the fighter, dancing through the fire
Cause I am a champion and you’re gonna hear me ROAR
Louder, louder than a lion
Cause I am a champion and you’re gonna hear me ROAR

Oh oh oh oh oh oh
You’re gonna hear me roar
Now I’m floating like a butterfly
Stinging like a bee I earned my stripes
I went from zero, to my own hero"

Sobre a manhã de hoje e muitas manhãs, tarde e noites que já passaram.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Ano novo, vida nova



A Biblioteca Pública de Évora foi fundada em 1805 pelo Arcebispo Frei Manuel do Cenáculo, um clérigo poderoso, generoso e culto, uma das figuras de maior relevo do Iluminismo Português. 
Presentemente, a BPE orgulha-se de ser uma das mais antigas e mais ricas bibliotecas de Portugal, o que é inquestionável no que diz respeito às suas colecções. Elas são hoje o resultado de um conjunto de circunstâncias que juntaram numa cidade, numa instituição e num espólio unificado uma grande riqueza de documentos raros, muitos deles únicos.
O espólio da BPE inclui 664 incunábulos e 6 445 livros impressos do século XVI, para além de vários núcleos de documentos manuscritos, de cartografia, música impressa e mais de 20 000 títulos de publicações periódicas. 
A BPE é desde 1931 beneficiária do Depósito Legal, o que tem contribuído para a sua riqueza e abrangência em termos de bibliografia corrente, ascendendo as suas colecções a mais de 612 mil volumes.
A BPE atrai muitos investigadores da Universidade de Évora e, na realidade, de todo o país. É igualmente muito visitada e os seus serviços solicitados por investigadores e curiosos de todo o mundo. A sua localização, no coração do Centro Histórico, junto ao Templo Romano e à Catedral, e a riqueza das suas colecções contribuem para fazer da BPE um dos elementos essenciais de Évora enquanto Património Mundial.
Conforme despacho da Senhora Directora da Biblioteca Nacional de Portugal, fui nomeada Directora da Biblioteca Pública de Évora, com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2014.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Este é o dia que há tanto tempo esperava.

"Isto não é o fim. Não é sequer o princípio do fim. Mas é, talvez, o fim do princípio."

Winston Churchill

Ou talvez, depois de tanto tempo a lutar para chegar à superfície, o dia em que posso finalmente, erguer-me e caminhar. Agradeço a todos os amigos, especialmente aos que me acompanham mais de perto, os tais do "grupo". Agradeço aos meus colegas da biblioteca, os "meus meninos", e ao meu Professor e colegas de doutoramento. A todos devo muito do que hoje consegui.

Agradeço à minha família e sobretudo, acima de tudo, agradeço aos meus filhos, por todos os dias da vida que temos juntos. Todos os gestos, todas as palavras, todas as lutas, todos os momentos são por vocês e para vocês. Nada valeria a pena sem vocês.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

A ganhar ou a perder, Sporting até morrer!

A pedido de várias famílias, que dizem que eu só falo quando o Sporting ganha (neste blogue há várias provas do contrário), aqui fica a frase que publiquei no mural do Facebook mal o jogo terminou e que diz tudo o que tenho a dizer sobre este assunto:
"Parabéns ao meu Sporting, superaram todas as minhas expectativas e encheram-me mais uma vez de orgulho."
Relembro também o que disse aqui a 18 de Agosto. Não altero uma virgula.


sábado, 9 de novembro de 2013

O Homem que costumava ser o Presidente da Câmara

Perto de 400 pessoas, dos mais variados quadrantes profissionais e políticos estiveram presentes no reconhecimento ao cidadão José Maria Prazeres Pós-de-Mina pelo trabalho desenvolvido enquanto autarca em prol do concelho de Moura e na defesa das suas populações.

Agradeço a quem esteve presente e ajudou a tornar a noite numa memória especial e emotiva. Agradeço também aos que nunca souberam apreciar e valorizar o trabalho feito nestes 16 anos, por não terem estado presentes. A festa correu muito melhor sem vocês.

Em nome da Comissão Organizadora, agradeço ao "Ideal Alentejano" pela actuação, à equipa da Associação de Mulheres do Concelho de Moura, aos alunos da Escola Profissional pelo serviço e a todas as entidades que fizeram questão de participar na organização desta festa.

Por fim, agradeço ao Dr. Pós-de-Mina pelo empenho, dedicação e competência que colocou ao serviço do meu concelho. Obrigada!

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Assembleia Municipal - 07 Nov. 2013

Sessão extraordinária nº 1

Tratando-se de uma sessão extraordinária, não houve período de discussão antes da ordem do dia. Participaram apenas os elementos eleitos directamente por sufrágio, sem a participação dos presidentes de junta.

Ponto único - Eleição de representantes da Assembleia Municipal de Moura na Assembleia Intermunicipal da CIMBAL

Proposta A: Foram propostos pelo PS os eleitos Francisco Cerejo, João Gomes, João Socorro e Rui Apolinário. Como suplentes Francisco Semião, Maria Batista, Joaquim Batista e Paula Ramos.

Proposta B: Foram propostos pela CDU os eleitos Gabriel Ramos, Zélia Parreira, Joaquim Carrilho e José António Oliveira. Como suplentes: Isabel Migas, Manuel Bravo, Francisco Farinho, Helena Romana.

Não foi apresentada proposta pelo PSD.

A proposta A recebeu 10 votos, a proposta B recebeu 9 votos e houve 2 votos em branco. Foram designados os eleitos Francisco Cerejo, Gabriel Ramos, João Gomes e Zélia Parreira. Como suplentes foram designados os membros seguintes pela ordem em que foram apresentados.

O eleito João Gomes questionou a validade da votação, uma vez que a lista A tinha obtido maioria dos votos. A eleita Zélia Parreira relembrou que, como era do conhecimento do Sr. João Gomes, enquanto membro da Assembleia da Comunidade Intermunicipal da CIMBAL, a eleição era feita pelo método de Hondt, tendo inclusivé havido a necessidade de repetir a votação em alguns municípios que não haviam cumprido a legislação.

Foi lida e aprovada por unanimidade a minuta da acta.





Sessão extraordinária nº 2

Tratando-se de uma sessão extraordinária, não houve período de discussão antes da ordem do dia.


1. Apreciação da acta da sessão de dia 20-10-2013

Foram apresentadas rectificações a introduzir na acta, após as quais foi aprovada por unanimidade.


2. Designação de representante das freguesias e seu substituto na Associação Nacional de Municípios Portugueses

Proposta A: Foram apresentados pela CDU os eleitos Bruno Monteiro (Sobral da Adiça) como efectivo e Manuel Filipe (Póvoa de S. Miguel) como suplente.

Proposta B: Foram apresentados pelo PS os eleitos António José Valadas (Amareleja) como efectivo e o eleito Álvaro Azedo (Moura ( Santo Agostinho e S. João Baptista) e Santo Amador) como substituto.

A proposta A recebeu 13 votos, a proposta B recebeu 12 votos e houve 1 voto em branco.

Foram designados como representantes os eleitos Bruno Monteiro como efectivo e Manuel Filipe como suplente.


3. Designação de representante das freguesias e seu substituto na Assembleia Distrital de Beja

Proposta A: Foram apresentados pela CDU os eleitos Bruno Monteiro (Sobral da Adiça) e Manuel Filipe (Póvoa de S. Miguel)

Proposta B: Foram apresentados pelo PS os eleitos Álvaro Azedo (Moura ( Santo Agostinho e S. João Baptista) e Santo Amador) como efectivo e o eleito António José Valadas (Amareleja) como substituto.

A proposta A recebeu 13 votos, a proposta B recebeu 12 votos e houve 1 voto em branco.

Foram designados como representantes os eleitos Bruno Monteiro como efectivo e Manuel Filipe como suplente.


4. Designação de representante das freguesias e seu substituto no Conselho Municipal de Educação de Moura.

Proposta A: Foi apresentada pela CDU a eleita Antónia Baião (Safara e Santo Aleixo da Restauração) como efectiva e o eleito Bruno Monteiro (Sobral da Adiça) como suplente.

Proposta B:
Foram apresentados pelo PS os eleitos Álvaro Azedo (Moura ( Santo Agostinho e S. João Baptista) e Santo Amador) como efectivo e o eleito António José Valadas (Amareleja) como substituto.

A proposta A recebeu 13 votos, a proposta B recebeu 12 votos e houve 1 voto em branco.

Foram designados como representantes os eleitos Antónia Baião (Safara e Santo Aleixo da Restauração) como efectiva e o eleito Bruno Monteiro (Sobral da Adiça) como suplente.


5. Designação de representante das freguesias e seu substituto no Conselho Cinegético Municipal.

Proposta A: Foram apresentados pelo PS os eleitos Álvaro Azedo (Moura ( Santo Agostinho e S. João Baptista) e Santo Amador) como efectivo e o eleito António José Valadas (Amareleja) como substituto.

Proposta B: Foi apresentada pela CDU a eleita Antónia Baião (Safara e Santo Aleixo da Restauração) como efectiva e o eleito Bruno Monteiro (Sobral da Adiça) como suplente.

A proposta A recebeu 13 votos, a proposta B recebeu 12 votos e houve 1 voto em branco.

Foram designados como representantes os eleitos Alvaro Azedo como efectivo e o eleito António Gonçalves como suplente.


6. Designação de representantes no Conselho Municipal de Segurança de Moura.

Após discussão, foi decidido adiar este ponto para a próxima reunião, após apresentação de propostas pelas diferentes bancadas.


7. Designação de representante das freguesias e seu substituto na Comissão de Defesa da Floresta contra Incêndios

Proposta A: Foi apresentado pela CDU o eleito Manuel Filipe (Póvoa de S. Miguel) como efectivo e o eleito Bruno Monteiro (Sobral da Adiça) como suplente.

Proposta B: Foram apresentados pelo PS os eleitos António José Valadas (Amareleja) como efectivo e o eleito Álvaro Azedo (Moura ( Santo Agostinho e S. João Baptista) e Santo Amador) como substituto.

A proposta A recebeu 12 votos, a proposta B recebeu 13 votos e houve 1 voto em branco.

Foram designados os eleitos António José Valadas (Amareleja) como efectivo e o eleito Álvaro Azedo (Moura ( Santo Agostinho e S. João Baptista) e Santo Amador) como substituto.


8. Designação de representante e seu substituto na Comissão Municipal de Assuntos Taurinos

Proposta A: Foram apresentados pelo PS os eleitos Joaquim Batista

Proposta B: Foi apresentado pela CDU o eleito Manuel Bravo como efectivo e o Sr. Francisco Correia Farinho como suplente.

Após dois empates consecutivos, foi adiada a votação para a próxima sessão da Assembleia Municipal.


9. Designação de representantes na Comissão Municipal de Crianças e Jovens do Concelho de Moura.

A CDU popôs que se seguisse a metodologia seguida no mandato anterior, em que um dos membros seria proposto pela mesa e um por cada uma das forças políticas presentes. A proposta mereceu a aprovação das restantes forças políticas.

Foi proposta pela CDU a eleita Zélia Parreira.

Foi proposto pelo PS o eleito Rui Apolinário.

Foi proposta pelo PSD a cidadã Maria do Céu Velez.

A mesa propôs o seu Presidente como representante.

O eleito Gabriel Ramos interveio para reforçar a importância da participação de todos as forças políticas na Comissão Alargada da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens.

A proposta foi aprovada por unanimidade.


10. Designação de representante e seu substituto na Comissão Municipal de Licenciamento Comercial.

Proposta A: Foram apresentadas pela CDU as eleitas Isabel Migas como efectiva e Helena Romana como suplente.

Proposta B: Foram apresentados pelo PS os eleitos Rui Apolinário como efectivo e Maria Batista como suplente.

A proposta A recebeu 13 votos, a proposta B recebeu 12 votos e houve 1 voto em branco.

Foram designados como representantes as eleitas Isabel Migas como efectiva e Helena Romana como suplente.

11. Designação de representantes e seus substitutos no Grupo de Trabalho para estudo das questões relacionadas com o trânsito.

Foi proposto pela CDU o eleito Joaquim Carrilho.

Foram propostos pelo PS os eleitos Francisco Semião e João Socorro.

Foi proposto pelo PSD o eleito Amílcar Mourão.

Foi proposto por si próprio o eleito António Gonçalves.

Após o impasse gerado pela composição do Grupo de Trabalho, foi proposta a retirada deste ponto e reapreciação de uma proposta mais definida na próxima reunião da Assembleia.


12. Regimento da Assembleia Municipal

A CDU propôs que o Grupo de Trabalho fosse composto pelos membros da Mesa e por um membro de cada força política, propondo pela CDU o eleito Joaquim Carrilho. Concordando com a proposta, o PS propôs o eleito Rui Apolinário e o PSD propôs a eleita Cristina Costa. O eleito António Gonçalves propôs-se a si próprio.

A proposta foi aprovada com 13 votos a favor e 13 abstenções.

Foi lida a minuta da acta, a qual foi aprovada por unanimidade.


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Não há limites para a imbecilidade, parte II

Depois disto  a intelectual Margarida Rebelo Pinto deixou sair mais umas pérolas daquela cabecinha onde só vivem dois neurónios, que pelos vistos não se falam. É tudo bastante deprimente, mas piora a partir do minuto 07:00.


terça-feira, 5 de novembro de 2013

Que povo é este?

A Comissão Europeia acaba de publicar um Relatório sobre o Acesso e Participação em Actividades Culturais. A situação de Portugal no ranking europeu é a que se esperava: Negra.

Das actividades culturais listadas, a percentagem de portugueses que não participaram em nada ao longo dos últimos 12 meses é a seguinte:

Ballet, Dança ou Ópera: 92%
Teatro: 87%
Bibliotecas públicas: 85%
Museus ou galerias: 83%
Concertos de música: 81%
Monumentos históricos: 73%
Cinema: 71%
Ler um livro: 60%

Sem cultura, sem identidade, sem diversão, sem lazer. Ignorantes e mansos, não vá alguém estar a ouvir-nos.
               

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Foi um bom dia



A Biblioteca Municipal Urbano Tavares Rodrigues colocou hoje em funcionamento mais uma mini-biblioteca na Unidade de Cuidados Continuados da Fundação S. Barnabé, destinada aos utentes e funcionários daquela unidade de prestação de cuidados de saúde.

A partir daqui, o fundo documental será regularmente revisto e renovado e as actividades de promoção da leitura vão iniciar-se já no próximo dia 11 de Novembro, com a comemoração do dia de S. Martinho, numa colaboração entre a equipa da Unidade e a equipa da Biblioteca.

Porque hoje criámos condições para que a leitura possa acontecer, foi sem dúvida um bom dia.

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...