quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Acordem-me quando decidirem fazer política a sério

Frase do dia:
"...será possível alguém de fora entrar no meu computador e ler os meus e-mails?"

Comentário:
Ninguém lhe arranjou uma fatia de bolo rei para estar distraído?

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Rede Concelhia de Biblioteca, mais um passo

Depois da Escola Secudária, chegou a vez dos alunos da Escola EB 2,3 de Moura efectuarem ou actualizarem a sua inscrição na Rede Concelhia de Bibliotecas de Moura.

A partir de agora, além de efectuarem de forma mais fácil e rápida os seus empréstimos, os alunos desta escola já podem utilizar os serviços de todas as Bibliotecas do concelho de forma simples e rápida, dirigindo-se a qualquer uma das 12 bibliotecas que integram esta rede ou acedendo ao Catálogo Colectivo da Rede Concelhia de Bibliotecas de Moura.

Para os alunos da Escola EB 2,3 de Moura foi colocado um link directo na página da escola, que aconselho vivamente a visitarem. O endereço é http://www.saluquiavaianet.blogspot.com/ e já está disponível aqui ao lado, na lista dos blogues (muito) interessantes.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

...mesmo que seja no sr. engenheiro




Sem Eira nem Beira
Xutos e Pontapés

Anda tudo do avesso
Nesta rua que atravesso
Dão milhões a quem os tem
Aos outros um passou - bem

Não consigo perceber
Quem é que nos quer tramar
Enganar
Despedir
E ainda se ficam a rir

Eu quero acreditar
Que esta merda vai mudar
E espero vir a ter
Uma vida bem melhor

Mas se eu nada fizer
Isto nunca vai mudar
Conseguir
Encontrar
Mais força para lutar...

Mais força para lutar...
Mais força para lutar...
Mais força para lutar...

(Refrão)
Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a comer

É difícil ser honesto
É difícil de engolir
Quem não tem nada vai preso
Quem tem muito fica a rir

Ainda espero ver alguém
Assumir que já andou
A roubar
A enganar
o povo que acreditou

Conseguir encontrar mais força para lutar
Conseguir encontrar mais força para lutar
Mais força para lutar...
Mais força para lutar...

(Refrão)
Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a ...
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Mas eu sou um homem honesto
Só errei na profissão

(Refrão)
Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a ...

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Dê-me um pouco de atenção...

E pôr-lhe uma mordaça, não resultaria?


Ao contrário do que foi publicado em alguns jornais, Carolina Patrocínio não precisa de autorização de José Sócrates para dar entrevistas sobre política. E tal como qualquer outro cidadão, Carolina Patrocínio passou a estar autorizada a votar assim que atingiu a maioridade.


A mandatária do PS para a juventude diz que vota «desde os dezoito anos, ou seja, desde 2005» e acrescenta que «para as legislativas votei sempre PS». Esta afirmação é, no mínimo, incongruente: tendo nascido a 27 de Maio de 1987, Carolina Patrocínio completou 18 anos a 27 de Maio de 2005. Só que as últimas eleições legislativas foram no dia de 20 Fevereiro de 2005... três meses antes, portanto.

Obs.: O resto da notícia está aqui. Enfim, as palavras são como as cerejas, costumam ter caroço (leia-se conteúdo). Mas esta menina, prefere-as ocas. E a fotografia, que adequada, não?

Mudanças no Pólo de Santo Aleixo da Restauração

As obras de requalificação na EB1 de Santo Aleixo da Restauração motivaram a transferência temporária dos seus alunos para o edifício do Jardim de Infância, onde se encontrava o Pólo da Biblioteca Municipal e Escolar de Santo Aleixo da Restauração.


Por este motivo, o Pólo foi deslocado para o Centro Cultural de Santo Aleixo da Restauração, onde já está disponível e a aguardar a sua visita.





Obs.: Na fotografia está a Ana Almaça, funcionária do Pólo de Santo Aleixo da Restauração, que faz hoje anos. Parabéns, e obrigada pelo teu trabalho na concretização da mudança do Pólo. Devo dizer que não esperava outra coisa, pois conheço bem as capacidades da minha equipa e o seu empenho e dedicação à Biblioteca.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Associação de Pais e Encarregados de Educação

Hoje às 19h00, logo após a reunião dos pais com os directores de turma dos respectivos filhos, há assembleia de pais na Escola Secundária com 3º ciclo de Moura.

Impõe-se, por ser início de ano lectivo, a eleição de novos corpos sociais para a Associação de Pais e Encarregados de Educação, pelo que esta assembleia servirá, além de outros assuntos, para marcar a data das eleições, bem como para a abertura do processo eleitoral, através da formulação de candidaturas.

No ano que passou, a constituição da Associação foi ligeiramente diferente, uma vez que não havia nenhuma direcção constituída que pudesse despoletar o processo eleitoral. Correspondendo ao apelo da então Presidente do Conselho Executivo, Dra. Maria do Carmo Alvarinho, um grupo de pais disponibilizou-se para assumir os diferentes órgãos que compõem a Associação.

As nossas vidas profissionais impediram-nos de desenvolver um programa regular de actividades. Participámos sempre que a Escola nos solicitou e acabámos por angariar algumas verbas (das quais uma ínfima parte resultou da cobrança de quotas) que aplicámos na aquisição de documentos para a Biblioteca da Escola, mediante selecção da Equipa da Biblioteca Escolar.

A Escola, e especialmente os alunos, merecem uma colaboração activa e empenhada por parte dos pais e encarregados de educação. O acompanhamento à vida escolar dos nossos filhos não se pode reduzir a uma visita ao director de turma quando os meninos estão em apuros ou quando queremos reclamar perante qualquer situação.

Ser Encarregado de Educação é defender de forma intransigente os direitos do nosso educando, mas é também garantir que ele cumprirá com as suas obrigações, e sobretudo, que ele respeitará a escola e todos os que aí trabalham e que valorizará o enorme esforço colectivo que é necessário para garantir a sua educação. É colaborar com a Escola, e não opor-se a ela ou descredibilizar os seus agentes. É iniciar e complementar o processo de formação do nosso educando enquanto cidadão em casa. É, acima de tudo, estar presente.

domingo, 20 de setembro de 2009

Rede Concelhia de Bibliotecas




Os alunos da Escola Secundária de Moura já usufruem em pleno dos serviços e vantagens da Rede Concelhia de Bibliotecas. Durante a semana passada, inscrevemos todos os alunos e alguns professores e funcionários.
Seguem-se nas próximas semanas a Escola EB 2, 3 de Moura, EBI de Amareleja e Escola Profissional de Moura.
Para que tudo isto fosse possível, houve um longo "trabalho de formiguinha", feito em cooperação pelos funcionários da Biblioteca Municipal e pelas Equipas das Bibliotecas Escolares do concelho de Moura.
Embora eu seja muitíssimo suspeita nesta questão, acho que estamos de parabéns. O nosso melhor prémio, no entanto, é ouvir dos leitores palavras de satisfação pela facilidade de acesso à informação.
Há ainda muito trabalho à nossa frente, mas olhando para as pessoas que constituem as diferentes equipas, não restam dúvidas de que ele será (bem) feito.

Ontem à noite


Parámos de contar nas 500 pessoas, das quais quase 400 tinham menos de 30 anos.
Agradece-se a quem tenha fotografias da festa, o favor de as partilhar.
Obrigada a todos os que colaboraram, em especial ao Quarteto Eléctrico e aos Djs Xinha e Potter.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Curso de informática para graúdos trocado por miúdos

O desafio chegou-nos na pessoa do Fernando Moital, técnico na Estação Biológica do Garducho. A Biblioteca aceitou imediatamente e o resultado foi este:

A iniciativa decorreu nos dias 4 e 5 de Setembro no Pólo de Amareleja. A Biblioteca agradece muito ao Fernando Moital e ficamos a aguardar as próximas sessões.

Bifinhos com moscatel

A pedido de várias famílias, aqui vai a receita dos Bifinhos com Moscatel. Tenho a mania de abrir o armário e variar "um bocadinho", por isso farto-me de inventar. Não sei quantidades, porque vou deitando conforme me parece bem. Vou tentar dar uma ideia aproximada, mas cada um deve adequar os ingredientes às suas preferências.

Numa frigideira deita-se um pouco de azeite (0,5 dl) e margarina (80 a 100 gr.).
Picam-se uns dentes de alho em fatias fininhas e salteia-se na mistura de azeite e margarina.
Cortam-se bifinhos de porco (podem experimentar outra variedades) fininhos e pequenos e dispõem-se em camadas na frigideira, temperando de sal entre cada camada (não abusem no sal!).
Deixam-se fritar, virando os bifes com frequência, pois podem queimar por estarem muito finos.
Quando estiverem salteados, junta-se um copo de vinho moscatel (1 dl aprox.) e deixa-se apurar.
Junta-se em seguida um pacote de natas e por fim salsa picada muito fininha.
E pronto, bom apetite.

Feira de Setembro: Balanço

Terminada a feira, aqui ficam algumas notas:

1. Tasquinha da Associação de Trabalhadores

Infelizmente, a nossa participação foi ignorada pela grande maioria dos nossos colegas e em especial, pelos nossos associados. Só tenho dois comentários a fazer: Em primeiro lugar, mais perderam, porque a comidinha estava muito boa. Em segundo lugar, talvez fosse interessante a partir de agora pedirem apoio às Comissões de Festas das freguesias, ou aos clubes de motards, ou às delegações dos clubes desportivos, já que preferiram contribuir com tanto afinco para a obtenção de receitas.

E agora que já desabafei, quero agradecer, e sei que o faço em nome de toda a Direcção da Associação, a todos os colegas que ajudaram, quer contribuindo com algumas horas de trabalho, quer confeccionando refeições para venda na tasquinha. Muito obrigada, sem a vossa ajuda não teria sido possível.

2. Tasquinha do Núcleo Sportinguista de Moura

Por uma décima, ficámos em segundo lugar. Tudo bem, nós sabemos ganhar e perder, e temos consciência da qualidade dos nossos petiscos, atestada pela enormíssima procura. Mas se outros tivessem perdido por uma décima, nem quero pensar no terramoto que estaríamos a viver agora...

E o nosso Sporting ganhou, com mais um golo do Levezinho, por isso, tudo bem por este lado.

3. A ASAE

Com muita polémica à mistura, lá tivemos a visita dos senhores inspectores da ASAE. Em relação à visita propriamente dita, nada a comentar. Em relação à polémica, porque é que as pessoas insistem em dar nas vistas e criar problemas e situações desagradáveis? Ainda não perceberam que nada de bom pode vir de sementes tão ruins?

4. A Feira correu bem, a chuva soube esperar pelo último dia, as pessoas gostaram dos espectáculos. Eu por acaso senti um bocadinho de pena daqueles miúdos de sexta-feira à noite, que gritavam tanto, deviam estar cheios de dores ou coisa do género, mas depois explicaram-me que eu é que estou a ficar velha.

Para o ano há mais.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

É hoje!

Não se esqueçam de ir petiscar às Tasquinhas da Associação de Trabalhadores da Câmara de Moura e do Núcleo Sportinguista de Moura!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Não resisti... #2

Confesso que deixei de prestar atenção aos Gatos desde aquele célebre programa de fim de ano na RTP, que terminou com uma música cujo refrão era mais ou menos assim:
      Este programa, foi uma m....
      E o contribuinte é que paga
      E o burro sou eu?
Ou seja, fartaram-se de gozar connosco, às nossas custas e ainda tiveram descaramento para nos dizerem isso mesmo.

Mas hoje vi isto, e não resisti:



Obs.: Reparei agora que, por coincidência, o título do post abaixo foi "roubado" aos gatos.

Diz que é uma espécie de... Dia Mundial da Literacia

"A Campanha Global pela Educação em Portugal assinala hoje o Dia Mundial da Literacia sublinhando o "impacto da educação e da alfabetização no aumento dos rendimentos das famílias, na melhoria das condições de higiene e de saúde".

Cerca de 75 milhões de crianças em todo o mundo continuam sem acesso ao ensino. Em Portugal, nove em cada cem portugueses continuam sem saber ler nem escrever, na maioria idosos e a viverem no Interior, segundo o último censos.

O Dia Mundial da Literacia assinala-se hoje. Em Portugal, em dez anos, o número de pessoas que não sabe ler nem escrever desceu de 11 para 9 por cento, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística referentes a 2001."

Lusa, 8 de Setembro de 2009


E eu pergunto:
E baixar os livros escolares, não? E reduzir o IVA do material escolar de 20% (sim, 20%)para os 5 por cento aplicáveis, por exemplo aos ginásios? Também não?
Pois, já calculava.

E já agora, podiam ir ao dicionário ver o significado de Literacia. Não é exactamente a mesma coisa que alfabetização. Só que assim, os números seriam muito mais assustadores...

domingo, 6 de setembro de 2009

Verão Azul

Ainda se lembram?
Podem rever, aos Sábados e Domingos, pelas 14h00, na RTP Memória.

E a sua opinião sobre a inauguração do Espaço Sheherazade é...?

Para alguns milhares de pessoas: Uma festa bonita e um momento de alegria.
Para algumas dezenas de outras pessoas: Um tiro no pé, e uma belíssima oportunidade de estarem calados que se perdeu.
Empate técnico? Não me parece...

terça-feira, 1 de setembro de 2009

15 anos

Há precisamente 15 anos iniciei as minhas funções na Biblioteca Municipal de Moura.

Hoje, é cada vez mais forte o sentimento de que está na altura de me ir embora.

Em quem não vou votar no dia 27 - Parte 3 (Sociedade e Educação)

Não votarei em quem diminuiu, humilhou, desprestigiou e prejudicou gravemente os funcionários públicos deste país, transformando-os num exército de preguiçosos e incapazes aos olhos da opinião pública.

Não votarei em quem instituiu um sistema de avaliação de desempenho que, mais do que nunca, favorece o amiguismo e que faz com que a atribuição de boas notas seja determinada por uma espécie de roleta russa.

Não votarei em quem prejudicou a evolução natural e merecida na carreira dos funcionários que são dedicados e que se interessam e, sobretudo, não votarei em quem instalou entre colegas de trabalho a desconfiança, o não olhar a meios para atingir os fins, o cinismo e a falsidade que decorrem da competição por uma boa classificação limitada por quotas.

Não votarei em quem feriu de morte o sistema educativo, roubando a motivação a todos, todos os intervenientes e promovendo uma cultura de facilitismo  e passagens de ano automáticas para garantir metas estatísticas.

Não votarei em quem dá de mão beijada, com provas ridículas, a equivalência ao 9º ano, ao 12º ano, pelos quais eu tive de me esforçar, e pelos quais tenho de gastar balúrdios em livros e material escolar, se quiser que os meus filhos, em idade de escolaridade obrigatória, os obtenham.

Não votarei em quem oferece computadores a torto e a direito, privilegiando pessoas que se limitaram a brincar com o sistema educativo durante os seus tempos de estudante, enquanto trabalhadores dedicados, que souberam honrar os seus estudos, têm de recorrer ao crédito e a prestações se quiserem ter acesso a um computador.

Não votarei em quem parece ignorar que existe um Ministério da Cultura (ao que parece até houve engano na nomeação do Ministro) e certamente não votarei em quem, sem o assumir, secou a fonte que permitia a expansão e consolidação da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, um processo que tem sido elogiado internacionalmente e que certamente contribuiria de forma bem mais eficaz para a redução da iliteracia e para a formação de cidadãos informados, do que a distribuição massiva de Magalhães cheios de erros ortográficos e gramaticais pelas escolas deste país.



"Vem por aqui" — dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...
A minha glória é esta:
Criar desumanidades!
Não acompanhar ninguém.
— Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre à minha mãe
Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...
Se ao que busco saber nenhum de vós responde
Por que me repetis: "vem por aqui!"?


Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...
Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.


Como, pois, sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?...
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...


Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...
Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém!
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.


Ah, que ninguém me dê piedosas intenções,
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou,
É uma onda que se alevantou,
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
Sei que não vou por aí!

José Régio, Cântico Negro

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...