segunda-feira, 23 de abril de 2018

23 de Abril



Hoje é o dia do meu melhor amigo. Que não me levem a mal os meus amigos de carne e osso, mas foi nos livros que encontrei sempre o meu refúgio.

Foram eles que me apresentaram o mundo. Todos os sítios que visitei, já os conhecia das páginas de tantos livros. Em todos aqueles que ainda quero visitar espero reencontrar o que as páginas de outros tantos livros já me mostraram. E as pessoas que encontramos pelo caminho? Já as vimos e conhecemos nas histórias que lemos. Tornam-se fáceis de decifrar, de interpretar, de ler.

Haverá combinação mais insípida e simples que esta? Uns fios de tinta preta desenhados sobre umas folhas brancas. 26 letras repetidas, multiplicadas, combinadas, reposicionadas dão origem a milhões de textos, de sentimentos, de viagens, de aventuras, de experiências. Conhecimento, informação, lazer, prazer: eis o Livro.

São tantas as vezes que já me salvou da tristeza, da solidão, da incerteza, da amargura, da mágoa, da dor, que não imagino o que seria viver sem ele. Foi nele que encontrei o meu caminho, a minha realização profissional, a minha felicidade. Viva o Livro, vivam os livros!



segunda-feira, 2 de abril de 2018

Pedro, 20

O "pisca" cresceu mais do que eu poderia imaginar. Do Pedrocas ao mister Pedro Fialho vai um mundo, uma vida. Foi apenas um piscar de olhos, mas nós sabemos que foram muitos dias, muitos meses, vinte anos cheios de tudo o que faz uma família.

Parabéns mister Pedro!




BIBLIOTECAS: ESTAMOS DISPONÍVEIS

No dia em que as bibliotecas de todo o país podem voltar a reabrir ao público, mais de 100 mais de 400 personalidades de vários sect...