quarta-feira, 10 de abril de 2019

Alfaces do LIDL

https://2.bp.blogspot.com/-p8lcZCdZLeE/WDhj5MqqxTI/AAAAAAAACWo/2fK58S3UTo84WWeig6Z8Lj2wjOKwWgLCgCEw/s1600/15132146_1262742147131011_6632749099365957632_n.jpg




Quem terá tido a brilhante ideia de colocar headphones com ligação interna nas operadoras de caixa do LIDL? Sugiro a esse génio da gestão que vá fazer compras a uma loja qualquer, não identificado, e fique ali, a ouvir a coscuvilhice do quotidiano do supermercado, enquanto é atendido como se fosse transparente.

É muito desconfortável estar em frente a uma pessoa que não pára de falar enquanto está a olhar para nós. Melhor: enquanto está a olhar através de nós, como se fossemos "coisas" que é preciso despachar. E quando mete risinhos e comentários irónicos, então... dá nervos. Se nos abstraímos da conversa, que é o que eu tento fazer, corremos o risco de fazer figura de parvos quando nos dirigem efectivamente a palavra, entalada entre dois comentários sobre o funcionamento interno do supermercado.

Um dia destes, fui ao LIDL de outra localidade. A senhora da caixa estava tão entusiasmada a falar sobre um episódio que tinha ocorrido na véspera no supermercado, que parava de passar produtos para gesticular de acordo com a sua indignação. E a fila ali, a crescer a olhos vistos à sua frente. Como não vivo lá, tudo aquilo ficou no patamar do abstracto. Se lá vivesse e conhecesse as pessoas que foram enxovalhadas perante uma audiência sempre crescente, seria bastante constrangedor quando as encontrasse na rua. Vergonha alheia, sabem o que é?

A sério, acharam mesmo que isto era boa ideia? Não é. Já nem me apetece lá ir e tenho pena, porque gosto muito dos produtos. E dos preços.

3 comentários:

  1. Mas que vais tu fazer ao Lidl se lá nem pão alentejano vendem?

    ResponderEliminar

BIBLIOTECAS: ESTAMOS DISPONÍVEIS

No dia em que as bibliotecas de todo o país podem voltar a reabrir ao público, mais de 100 mais de 400 personalidades de vários sect...