sábado, 7 de janeiro de 2017

Burro. Ignorante.

Caro Rui Sinel de Cordes

Deixa-me falar contigo "tu cá tu lá". Até vou tratar-te por tu.

Tens razão. É preciso questionar o que tem feito o Ministério da Cultura e qual o impacto do trabalho desenvolvido num país em que foi possível que tu chegasses à idade adulta assim, nesse estado, burro e ignorante. Mais, como é que podemos classificar o nível cultural de um país em que tu tens tempo de antena para expor as tuas ideias burras e ignorantes.

Já percebemos que tu achas que o Ministério da Cultura - essa coisa que tu pensas que é nova e que apareceu agora porque és burro e ignorante - não passa de uma torneira que jorra notas para sustentar actores de companhias de teatro quando se está mesmo a ver que a cultura é o stand-up comedy, essa nobre arte à qual tu gostarias de pertencer, embora não consigas. É que para fazer stand-up, não basta estar de pé e dizer umas alarvidades ofensivas. É preciso ter um grande sentido de humor e ser muito inteligente e tu, lá está, és burro e ignorante.

Por exemplo, quando andava a pesquisar um link para pôr aqui o teu vídeo, fui dar com uma notícia sobre a tua indignação por ninguém na Madeira ter querido um espectáculo teu para angariar fundos para ajudar as vítimas dos incêndios. Como não tiveste publicidade por via do espectáculo, vieste fazer queixinhas para as redes sociais. Agora que penso nisso, cada vez que ouço falar de ti, nunca é por teres tido imensa piada ou espectáculos cheios de gente. Só ouço falar de ti quando metes a pata na poça, ofendendo gratuitamente alguém, ou quando te queixas de ser maltratado pela opinião pública. Não tinhas ido viver para Inglaterra?

Rui, vai a uma biblioteca. Eu sei que é uma surpresa para ti, mas as bibliotecas também são Cultura. Pede um dicionário e vê a definição da palavra Cultura. Se precisares de ajuda para encontrar a palavra no dicionário, tenho a certeza que os meus colegas - essa malta inútil que trabalha para a Cultura - te vão ajudar. Não precisas de procurar a definição de burro nem de ignorante. Querem dizer Rui Sinel de Cordes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Estrela da manhã

Numa qualquer manhã, um qualquer ser, vindo de qualquer pai, acorda e vai. Vai. Como se cumprisse um dever. Nas incógnitas mãos tran...