domingo, 29 de dezembro de 2013

Sobre a Biblioteca Municipal de Beja e a Paula Santos


Faço minhas as palavras da Cristina Taquelim, que podem ler aqui. Se há um plano maior, confesso já que não o percebo. Aliás, não compreendo nada do que se passou, mas seja lá o que for, não concordo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...