sexta-feira, 22 de julho de 2011

Mai nada!

Dizem por aí que Alberto João Jardim escreveu uma carta cheia de preocupação ao Presidente da República, em que defende que a receita cobrada nas regiões autónomas através da taxa extraordinária de IRS deve ficar nas ditas Regiões Autónomas e não ser canalizada para o bolo total do Orçamento de Estado.

Por uma vez, caro Alberto João, estamos de acordo. Pela mesma ordem de ideias, toda a receita obtida no continente deve cá ficar e não devemos transferir nem mais um cêntimo para as ilhas, perdão, para as regiões autónomas e praticamente independentes dos Açores e da Madeira.


Política - Fisco: "As receitas fiscais têm que ficar na Madeira", declarou Alberto João Jardim - RTP Noticias, Áudio
                                 

1 comentário:

  1. A Lei tem que ser cumprida, se estiver mal, então que se mude. O que disse Alberto João, foi também afirmado por Carlos César, agora menos mediático, porque o PS está na oposição, os soundbytes de Alberto João ganharam força, e apenas não têm mais, porque a maioria não precisa dos votos insulares. Cumpra-se a Lei. Que de resto não conheço... E se estiver mal, que seja então alterada...

    ResponderEliminar