...

Morreu Hugo Chavez. Adoeceu na mesma altura em que adoeceu a minha mãe. Os primeiros ciclos de quimioterapia coincidiram exactamente. Ele a entrar no avião rumo a Cuba e eu a preparar-me para uma ida ali a Évora, acompanhar a minha mãe. Perante a desigualdade de meios e de soluções, nunca pensei que o desfecho fosse este.

Não sei como escrever isto sem parecer cruel. Já todos sabemos, a felicidade de uns é a tristeza de outros. Não quero mesmo ser cruel, mas na roda da lotaria, a felicidade coube à minha mãe, e eu não consigo deixar de estar muito grata por isso.
 


Comentários