domingo, 13 de agosto de 2017

Do que vou vendo por aí

(... ) "Se uma ventura divina calha fazer-nos bons no que fazemos, e ainda conseguimos ser capazes de gentilezas, provas de amizade, manifestações de integridade, ainda termos sentido de humor, que anima jantares e alivia pressões... então o mundo será nosso... Nada mais errado. Pessoas assim correm os mesmos perigos dos animais em vias de extinção, e não há nada a fazer contra isso. A mediocridade é o mais perigoso dos caçadores furtivos, e não descansará, nunca, enquanto não eliminar o animal raro que lhe faz sombra, que não a deixa dormir, a mesquinhez baixinha e insegura é eternamente agitada porque o animal raro, simplesmente, existe. Todos os outros pecados mortais, combinados, são uma brincadeira comparados com a inveja." (...)

Rodrigo Guedes de Carvalho, Pianista de hotel

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sobre o dia de ontem

Duas horas para expor e defender seis anos de trabalho. Duas horas para mostrar com alegria a coisa mais difícil que fiz na vida. Não pela d...