sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Haja Teatro!




Sem comentários:

Enviar um comentário

Estrela da manhã

Numa qualquer manhã, um qualquer ser, vindo de qualquer pai, acorda e vai. Vai. Como se cumprisse um dever. Nas incógnitas mãos tran...