sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Nestas alturas não consigo deixar de pensar que nós, bibliotecários deste país, falhámos redondamente...



Há, com toda a certeza, mais gente que falhou, mas eu gosto de assumir as minhas responsabilidades. Enquanto instituição promotora do acesso livre e democrático à informação, à cultura e ao lazer, cada uma destas asneiras pesa-nos como chumbo.

5 comentários:

  1. Ó Zélia, francamente...
    Não se martirize.
    Os educocratas devem conseguir explicar estas coisas.

    ResponderEliminar
  2. É tristemente espantoso!

    ResponderEliminar
  3. Não concordo nada. Este vídeo é uma fraude ruídos. Quantos jovens querem que saibam responder a estas Questões? eu posso indicar muitos. Este vídeo e panfletário e falacioso, e tem por finalidade gerar visitas de forma viral.

    ResponderEliminar
  4. Existe um outro com os professores, deveras interessante...

    ResponderEliminar

Estrela da manhã

Numa qualquer manhã, um qualquer ser, vindo de qualquer pai, acorda e vai. Vai. Como se cumprisse um dever. Nas incógnitas mãos tran...