quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O esplendor antes do fim

Depois de tantos milhares de euros, horas de intermináveis cerimónias, ciclos de exposições, congressos e tertúlias para comemorar o primeiro centenário da República Portuguesa, o governo decide simplesmente abolir a importância da data.

Ao defunto feriado de 5 de Outubro deve juntar-se o igualmente "insignificante" 1 de Dezembro, data da restauração da independência, o que aliás, faz sentido nesta época em que a perda de soberania é apenas uma questão legal.
                               

5 comentários:

  1. Concordo contigo...faz todo o sentido abolir estes dias que comemoram a independência e a fundação do regime, numa época em que nada disto vale nada...acho que só não aboliliram o 25 de Abril, porque ainda somos muitos os vivos, capazes de irem para a rua instaurar um novo se for preciso!!!
    MGantes

    ResponderEliminar
  2. José Francisco17/11/11, 10:22

    Não é de estranhar que estes feriados "insignificantes" fossem abolidos, uma vez que este governo é composto por pessoas desprovidas de qualquer sentido patriótico, tal como os anteriores. Temo é que o próximo seja o 25 de Abril, pois a liberdade e a democracia também já vão sendo escassas neste país.

    ResponderEliminar
  3. Sempre pensei que acabassem ou com o 25 de Abril ou o 1 de Maio...
    Sempre eram mais coerentes!!!!

    ResponderEliminar
  4. José Francisco17/11/11, 16:42

    Se os feriados civis que vão ser abolidos são 2 daqueles que mais importância têm a nivel nacional (Republica e Independência), porque é que nos religiosos não é abolido um dos mais importantes para a Igreja,o Natal.

    ResponderEliminar
  5. Entretanto graças ao Manuel Vilaverde Cabral, o 25 de Abril e o 1º de Maio também já estão na berlinda!!
    MMgantes

    ResponderEliminar