Faltava este post


Até sempre. Obrigada pelas palavras, por todas as palavras.

Comentários

  1. Há uns anos o Manuel António Pina enviou-me um exemplar do "Anacronista". Ainda por cima com uma dedicatória. Um amigo comum tratou do assunto. Nunca o encontrei pessoalmente e nunca falei com ele. Mas encontrei-o na sua escrita inesquecível e corajosa e foi assim que ele se fartou de conversar comigo e de me ensinar coisas.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário