quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Coitadita, coitadita...

A senhora ministra (nem é preciso dizer qual é, não é?) estava mesmo agora na televisão a queixar-se, coitadita, de ter visto os seus rendimentos diminuídos e estar aflitinha, porque tem 3 filhos para criar e não tem nenhumas poupanças, e está a pagar a casa ao banco e sei lá mais o quê... (Ai filhos, onde é que eu já ouvi esta história...?)

Oh Luisinha, então filha, não te ponhas assim... Sempre podes arranjar um part-time, um biscate, sei lá! Porque é que não te tornas revendedora Avon ou coisa assim? Sempre compravas o champô mais barato e assim podias lavar o cabelo mais vezes, escusava de ter esse mau aspecto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...