domingo, 2 de março de 2014

2 meses

Dois meses depois do meu primeiro dia na Biblioteca Pública de Évora, preparamos a reabertura das portas amanhã com um aspecto ligeiramente diferente. É a primeira de várias etapas que já estão delineadas no percurso da BPE para os próximos anos.

É importante hoje dizer o seguinte: Seja qual for o caminho percorrido durante a minha presença aqui, é possível fazê-lo porque outros trouxeram a BPE até este ponto. Se o serviço de empréstimo domiciliário não tivesse sido criado há uns anos, hoje era impossível repensar e redistribuir este serviço. Se hoje estamos a tentar criar um sistema de catalogação sistemático, é porque já alguém antes havia iniciado esse esforço e criado um catálogo informatizado. Se vamos avançar na criação de melhores condições para o fundo patrimonial, é porque ele foi preservado e salvaguardado para chegar até aqui. Se a Biblioteca é considerada como um local privilegiado para a realização de actividades culturais, é porque, antes de mim, alguém criou nas pessoas esse hábito.

Nada do que pretendo implementar tem o propósito de corrigir procedimentos anteriores. O trabalho é algo que, felizmente, não tem fim nesta casa e agora é o meu turno. Tenho consciência de ser apenas mais uma, de entre os muitos bibliotecários que esta casa já teve e para a história ficarei apenas como a responsável entre 2014 e o dia em que terminar funções. Mas enquanto aqui estiver, não esperem de mim menos do que tudo o que estiver ao alcance das minhas capacidades. Quem vier a seguir a mim, terá menos isso para fazer.

Amanhã continuamos.

2 comentários:

  1. Toda a sorte para essa tarefa de muito trabalho. É bom ver pessoas empenhadas em fazer o melhor por um local especial, onde trabalhei durante todo o ano de 2010 e onde fui muito feliz.

    ResponderEliminar

Estrela da manhã

Numa qualquer manhã, um qualquer ser, vindo de qualquer pai, acorda e vai. Vai. Como se cumprisse um dever. Nas incógnitas mãos tran...