sexta-feira, 23 de junho de 2017

Quando a Biblioteca faz parte da família




Eram as minhas primeiras semanas em Évora, e a escola do meu bairro convidou-me para uma actividade na biblioteca escolar e outra numa sala de aula. Foi aí que os conheci. Estavam no seu primeiro ano, mas já liam poemas e histórias simples, que me contaram naquele dia, em troca das histórias que levei, quase todas sobre a biblioteca e a forma como me tornei leitora e dependente da presença dos livros na minha vida.

Ficámos amigos, por isso, de vez em quando voltávamos a encontrar-nos. Era eu que voltava à escola ou eram eles vinham à biblioteca participar em actividades ou simplesmente desejar boas férias. Tudo era um bom pretexto para umas leituras em conjunto.







Terminam hoje o primeiro ciclo, por isso ontem fizeram uma celebração do seu percurso, uma festa de comunhão apenas com a família. Professora, alunos, pais e avós, e a Biblioteca. Leram-nos poemas e contos, dramatizaram uma história e cantaram. Emocionaram-se porque são bons meninos, e deixaram-me fazer parte de tudo, porque, na vida deles, a Biblioteca esteve sempre presente.

Alguns - os que têm a sorte de passar as férias com avós pacientes - vão voltar com frequência durante o verão e aproveitam para dois dedos de conversa comigo. Serão leitores, não tenho dúvidas.

Agradeço muito à Professora Domingas ter-me deixado fazer parte desta história. Foi bom rever os nossos momentos ontem, no vídeo onde passaram quatro anos, tantos dias de aprendizagem, de alegria, de trabalho, de crescimento.

Boa sorte meninos! Sejam muito felizes!








Sem comentários:

Enviar um comentário