quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A crise, a crise...

Não se deixem distrair pela simpatia da menina. Reparem na quantidade de letreiros negros e proibitivos na porta da loja. Que medo de comprar ali qualquer coisa!


Calças com buraquinho? Não trocamos. Tome... e embrulhe.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...