terça-feira, 6 de setembro de 2011

Parabéns, António!



Silêncio, meu.
Caminhava por entre sons fugindo aos fumos que se escapavam das janelas. A escuridão esgotava-se no contorno dos telhados incapaz de vencer a escassa iluminação pública e descer até à rua. Sentia que havia ainda muito tempo.A noite revelava-se propícia e pedia cor, de um vermelho vivo, esguichado num último fôlego, onde um vestígio de luz se apagasse para sempre. De preferência numa dor contida e abafada.-Perdão, queira desculpar...Um moço de casaco amarelo esbarrou comigo ao sair duma tabacaria para baixar as grades. Eram horas de fechar. Entrei, a loja estava vazia, adormecida na penumbra. Aguardei. O jovem espreitou.-Só se for coisa simples que estou mesmo a fechar. - gritou-me.Indiferente apontei para a máquina do tabaco, mas foi aquele amarelo vivo que tudo decidiu, um rasgo na noite, uma insinuação, ainda não da cor certa, numa inconformidade prestes a ser corrigida.O jovem entrou e debruçando-se sobre o balcão destrancou a máquina do tabaco. Sobre o altar o cordeiro estava servido. O convite era irresistível.
Só então pensei que era sexta-feira.


A Lua de Marfim, o El Corte Inglés e António Ganhão convidam V. Exa(s) a estarem presentes na apresentação do livro "A desilusão de Judas" que se irá realizar no próximo dia 6 de Setembro de 2011, pelas 18h30, na Sala Âmbito Cultural, piso 7, no El Corte Inglés de Lisboa. 

Obra e autor serão apresentados por Miguel Real. 

Infelizmente, e com muita pena minha, por motivos que o António bem conhece, não vou poder estar presente. Mas envio-lhe daqui um forte abraço, a ele e à bonita família que construiu. Muito sucesso e muita saúde.
                 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...