sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Só não sei se ainda lhe podemos chamar voluntariado. Ou bolsa de estudo.

A Câmara Municipal de Felgueiras disponibilizou 75 mil euros destinada a 35 bolsas de estudo para o ensino superior que serão atribuídas a jovens em troca da participação destes em acções de voluntariado promovidas pela autarquia ou por instituições do concelho.

               

8 comentários:

  1. É o chamado compulsoriado remunerado.

    ResponderEliminar
  2. É mais serviço cívico. Mas nada a opor, qualquer instituição é livre, ou deveria ser, de atribuir um benefício a quem considerem reunir alguns pressupostos. É um critério como qualquer outro. Para mais segundo julgo ter percebido, nem sequer invalida outros apoios com critérios bem definidos...

    ResponderEliminar
  3. ... quem não quer alinhar no "compulsório remunerado" não se candidate à bolsa. é tão simples como isto ...
    ... na Albânia, no tempo do Enver Hoxha, os estudantes nas férias grandes participavam na construção das linhas férreas do país ...

    LT

    ResponderEliminar
  4. Nem voluntariado nem bolsa de estudo, é uma prestação de serviços.

    ResponderEliminar
  5. na Albânia, eram prestações de serviços gratuitos !!!!
    ... ajudar uma velhinha a passar a passadeira, mais outra prestação de serviços ....ir para a porta do hipermercado recolher bens alimentares, mais outra prestação de serviços, ... temos aqui não tarda as finanças a taxar estas actividades por presunção da possível facturação ...

    LT

    ResponderEliminar
  6. LT, a sério?
    Eu acho que isto corrompe totalmente a ideia de voluntariado e pode eventualmente viciar os resultados das bolsas de estudo.
    Vejamos, um aluno com boas notas, mas com um orçamento que não permite extravagâncias. Para ajudar a família e até arranjar um pé-de-meia, aproveita todos os tempos livres para trabalhar, com direito a remuneração. Não podendo estar em dois lugares ao mesmo tempo, não presta 'voluntariado', como tal, perde o direito à bolsa.
    É que, sabe, eu tive de ser trabalhadora estudante. Tive de trabalhar antes de entrar para a universidade para ajudar nas despesas. Para mim teria sido impraticável fazer voluntariado. É verdade que não tive bolsa de estudo da Câmara, mas tive da Universidade e da Fundação Calouste Gulbenkian, que felizmente, não tinham estas práticas 'folclóricas' para inglês ver.
    De resto, 5 estrelas para as bolsas de estudo e 5 estrelas para o programa de voluntariado, mas separem as águas.

    ResponderEliminar
  7. ...E o voluntariado anda pelas ruas da amargura. Ninguém mexe uma palha se não fôr a troco de qualquer coisa; mas a troco de qualquer coisa deixa de ser voluntariado ou não...?

    ResponderEliminar