segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Alegria

Alegria é a minha palavra preferida. É impossível dizê-la sem sentir pelo menos um pouco de... alegria.

Alegria é o ambiente que se vive na campanha eleitoral da CDU. Depois das mais de 400 pessoas no jantar de sexta-feira, 40 estiveram presentes no mercado mensal de Sábado e no porta a porta a Moura. No Domingo, nova onda com mais de 40 pessoas a percorrer os caminhos de Sobral da Adiça. 50 pessoas hoje de manhã na Amareleja e mais de 70 em Santo Amador.

Sem rancor, sem despeito, sem ódio, sem inveja, sem frustração, só Alegria e Entusiasmo.

Nunca tinha participado activamente numa campanha eleitoral, mas é uma experiência fantástica. Não consigo compreender como a maior parte das pessoas passa pela vida sem se empenhar numa causa, sem lutar por aquilo em que acreditam, limitando-se a criticar aqueles que têm a coragem e a ousadia de tomar uma posição.

Encontrei aqui um grupo de pessoas extraordinárias. Pessoas que fizeram escolhas e as assumem com orgulho. Pessoas que tiram tempo às famílias, ao descanso merecido, para darem corpo a uma luta cujos proveitos serão para toda a comunidade. Encontrei alegria, dinamismo, optimismo, esperança, empenho, trabalho, solidariedade e entreajuda.

Obrigada Ana Farinho, pela tua serenidade que nos dá força e equilíbrio. Obrigada pelas tuas gargalhadas, que fazem desaparecer o cansaço e as dores.

Obrigada Ana Paula, parece que te conheço há séculos. Na verdade conhecemo-nos há muito tempo, mas não me tinha apercebido da amiga que estava aí escondida, e que felizmente encontrei.

Obrigada Orlando, não há muitas pessoas como tu. És a personificação da dedicação, do trabalho e da perseverança.

Obrigada Zé Gonçalo, deixaste de ser "o miúdo" e estás a tornar-te num caso sério na política. Tens o equilíbrio necessário entre a serenidade e o entusiasmo.

Obrigada Vânia, Maria José, Santiago e tantos outros que já andam nestas andanças há mais tempo e têm a paciência e a tolerância para os novatos, respeitanto as nossas ideias e palpites.

Obrigada Zé Nim, Jú, Minica (a carteira do ano), Mário, Zé António (mandatário), Daniel, Sérgio, Dina e todos os outros que constituem esta equipa incansável e animada.

Obrigada Dr. Pós-de-Mina. O seu respeito pelo meu trabalho e pela minha opinião foram os primeiros sinais de que eu poderia estar errada, de que poderia haver algo mais, além do que estava à frente dos meus olhos. Obrigada por aceitar o meu contributo sem reservas.

Obrigada Zé e João Ramos. Vocês são os grandes responsáveis pela minha entrada nesta aventura. Obrigada pela amizade, pela paciência e pelo respeito pelas minhas diferenças.

Seja qual for o resultado de dia 11, já ganhei isto tudo.






Obs.: Caro Santiago, obrigada pelas fotografias, surripiei-as da sua Avenida.

2 comentários:

  1. também te quero agradecer Zélia por tudo, pela amizade, pela companhia fantástica que me tens feito, pela alegria, pela sinceridade, pela tua dedicação e sacrificios que tens feito tendo que deixar os teus meninos sozinhos nestes dias. És uma pessoa com muita força e coragem (admiro-te por isso). e também te quero agradecer pelos docinhos que nunca faltaram...

    Ass: Ana Paula

    ResponderEliminar
  2. Neste caso não é um lugar-comum dizer que o importante não é só o ponto de chegada mas, sobretudo, apreciarmos a viagem que nos leva até ao nosso objectivo.
    Agradeço as palavras que me couberam e partilho a tua alegria.
    Pela minha parte, e sem pretender trocar galhardetes (irra… ainda me calhava alguma coisa do SCP  ), também tenho a dizer que descobri uma pessoa com muitas virtudes – inteligente, empenhada, frontal e amiga.
    Há dias que nos fazem acreditar noutros ainda melhores. Quando acreditamos nas causas não há cansaço, dores nas pernas ou falta de ânimo. Apenas a vontade de passar pela vida com a convicção que nos esforçámos por deixar um mundo melhor.
    É verdade. Nestes dias, já saímos todos a ganhar.
    Obrigada por tudo.

    Ana Farinho

    ResponderEliminar