quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O que eu acho

Acho que as pessoas falham. Todas, incluindo eu. Acho que as pessoas deviam pensar no que já fizeram antes de apontar o dedo. Ou no que não fizeram. Acho que as pessoas também deviam ver tudo o que os outros fizeram de bem e perguntar a si próprias se terão feito pelo menos o mesmo. Ou equivalente. Acho que as palavras depois de ditas já não se podem apagar. Nunca mais.

Mas isto é só o que eu acho.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...