quinta-feira, 27 de maio de 2010

A importância relativa das coisas

No jornal da tarde de hoje, na SIC, o repórter Nuno Luz afirma que a principal notícia do dia é o facto de o futebolista Tiago ter iniciado a recuperação. Por acaso, para mim e para a minha família, e com o devido respeito pelo jogador, acho que não tem importância nenhuma.

Na verdade, incomoda-me mais o facto de saber que cada jogador recebe por dia de estágio (incluindo as folgas) um vencimento de 800 euros, o que significa que, no final da temporada em hotel de luxo na Covilhã, cada jogador terá recebido uma média de 14 400 euros. A este valor há que adicionar mais 16 000 euros relativos aos 20 dias correspondentes à primeira fase do Mundial.

Por cada dia de estágio, a Federação Portuguesa de Futebol, que nós sustentamos, gasta cerca de 19 000 euros, o que perfaz, no final dos 18 dias de férias na Serra da Estrela, a módica quantia de 342 000 euros. Deixo à vossa imaginação delirante o valor que irá gastar na África do Sul.


Crise? Qual crise? Nós temos um feeling, pá!

Sem comentários:

Enviar um comentário