domingo, 23 de maio de 2010

Trovante

Foram a banda sonora da minha adolescência. Reuniram-se ontem à noite, excepcionalmente, no Rock in Rio. Gravei o concerto, para rever, certamente, muitas vezes. A minha música preferida? Quase todas. Hoje escolhi este Deixa lá, para ouvir com atenção.



Deixa lá

Não ligues a coisas de nada
Não faças da vida enxada
A cavar em terra dura

Deixa lá
Não lamentes os nossos fracassos
Não esqueças os meus abraços
Não esqueças as tuas ternuras

Deixa lá
Temos um campo, uma cama um colchão
Um amigo em cada mão
Um jardim para regar

Deixa lá
Muitas flores, muita força, muitas dores
Pouca terra, muitos amores
Muita roupa para passar

Deixa lá
Dorme o teu sono tranquilo
que eu cá fico sonhando
acordado na vida

Deixa lá

Deixa lá
Não ligues a coisas de nada
Não faças da vida enxada
A cavar em terra dura

Deixa lá
Não lamentes os nossos fracassos
Não esqueças os meus abraços
Não esqueças as tuas ternuras

Deixa lá
Que o mundo gira ao contrário,
Se nós temos um relicário
Com segredos de amor

Deixa lá

2 comentários:

  1. Se não estou em erro, essa letra é do Sérgio Godinho.

    Estive lá no sábado, devido à generosidade de um amigo. Guardo a minha opinião para mim, por respeito a todas as cancões brilhantes que aquela rapaziada fez.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Não sei, mas é bem possível. Tu és músico, tens outra percepção. Eu sou só uma ouvinte rendida.

    ResponderEliminar