Em Londres I

Dia 1: A viagem


Havia muito que fazer antes da viagem, mas ainda foi possível fazer um almoço com amigos.


Por volta das cinco da tarde, chegámos a Faro. A partida estava marcada para as 20h35, mas o voo acabou por sair um bocadinho atrasado.


A chegada a Londres foi especial. A cidade é lindíssima vista de cima e eu nem queria acreditar que finalmente estava em Inglaterra. Mais uma hora de transfers (conduzidos por um português) e eis que surgem à nossa frente, como se sempre tivessem estado à nossa espera, a Torre de Londres, o Big Ben, as casas do Parlamento, Buckingham, Trafalgar Square…

Chegamos ao hotel, em Bayswater, perto da uma e meia da madrugada. Na recepção, outro português. Estamos em casa.

Dia 2: Londres à luz do dia

O dia começou com a primeira viagem de metro. Embora o destino fosse Buckingham, optámos por sair em Westminster, e não nos arrependemos. A saída do metro é mesmo por baixo do Big Ben e a primeira perspectiva é impressionante.

Fomos em direcção a St. James’s Park, e daí a Buckingham, para assistir ao render da guarda. Havia centenas e centenas de pessoas à nossa volta. Os londrinos e os visitantes enchiam todo parque. O tempo está fantástico, apetece mesmo estar ali. Fui ao quiosque pedir um café, e pasmem: Há pacotes de açúcar amarelo à disposição dos clientes. Esta é mesmo a minha cidade.





Depois de Buckingham e St. James’s Park, voltámos a Westminster. Almoçámos enquanto, muito pouco discretamente, ouvimos a explicação que um guia espanhol faz ao grupo que pagou para o ouvir.





Passámos pelos edifícios do governo e decidimos espreitar o nº 10 de Downing Street, numa altura em que os ingleses vão decidir quem vai ser o seu inquilino nos próximos anos. Mas o máximo que conseguimos ver, foi isto:



De volta ao metro, fomos até Picadilly, e depois Trafalgar Square. É um local espantoso, mais um testemunho do extraordinário espírito multicultural de Londres.


(Quatro leões em Trafalgar Square)

Depois de Trafalgar Square, seguimos pela Strand. Comprei um postal de aniversário e fui ao Posto dos Correios enviá-lo. Seria perfeitamente capaz de viver aqui.

Daí até Covent Garden, para mais um local emblemático da cidade. É uma praça agradabilíssima, um local onde apetece passar um final de tarde com os amigos, a falar e a apreciar a vida de uma cidade única.



Jantar de pizzas, enquanto planeávamos o dia seguinte. Antes de seguirmos para o hotel, um último passeio sobre o rio, e depois no Queen´s Walk, junto à enorme roda gigante de onde é possível ver toda a cidade.


Apanhamos o metro em Waterloo e voltamos ao hotel. Estourados, mas valeu bem a pena.

Comentários

  1. José Francisco10/04/10, 11:56

    Hello my friend Zélia

    Are you enjoying the travel?

    Did you already saw the queen mother?
    And the prince John and his great ears.

    Goodbye
    Kisses

    ResponderEliminar
  2. Eu também não vou perder a esperança. E um dia, não interessa quando também lá irei.
    Boa Viagem Zélia

    ResponderEliminar
  3. E eu a dar em doida sem saber as receitas de nada!!! Socorro!!!!!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário