sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Contra factos nao ha argumentos


"Os deputados comunistas têm reputação de trabalhar muito e o partido faz questão de manter os altos níveis de produtividade no grupo parlamentar. O alentejano João Ramos chegou de Moura ao hemiciclo de São Bento em Setembro de 2010 para substituir José Soeiro, de 72 anos. Em seis meses, já apresenta mais trabalho nos registos do site do parlamento do que alguns deputados do PS e do PSD que levam um ano de avanço."

Para ler na Sabado (o teclado ingles nao tem acentos, tenham paciencia). Um abraco desde terras de Sua Majestade.
        

2 comentários:

  1. Parabéns ao colega e deputado João, sempre achei que tinha sido uma boa escolha, o trabalho que ele desenvolvia no partido, e na Câmara de Moura, muitas vezes anónimo e silencioso, eram sinónimo de que estávamos perante um camarada de trabalho e de luta, não dos que se põem em bicos de pés, mas do que fazem, dos que dão o exemplo do que deve ser um membro do partido, não se servindo do partido, mas pelo contrário servindo o partido, numa causa justa em que ele acredita e faz acreditar que o rodeia. A sua capacidade está à vista, solta-te ainda mais João, tu és capaz, tu és o orgulho dum concelho e dos que acreditam em ti. Moura, o Concelho, o Distrito, precisam de ti, da tua voz, da tua luta, do teu exemplo. Obrigado Camarada, a luta continua

    CHE

    ResponderEliminar
  2. O João é de facto uma pessoa que se destaca porque faz questão de não perder de vista valores fundamentais: A convicção nos ideais que escolheu como seus; a capacidade de trabalho e dedicação às causas; a tolerância e a procura de consensos na resolução de problemas; a capacidade de dar o melhor de si, mesmo que as condições não sejam as idealizadas. É, naturalmente, humano e como tal certamente tem defeitos (não é do Sporting, nem sequer aprecia futebol!). Mas é uma pessoa que aprendemos a admirar porque aplica no dia-a-dia os valores que defende, quando o que estamos habituados é a ver gente que fala muito bem, mas cujas atitudes desmentem o que apregoam.

    É a estas pessoas, verdadeiras e coerentes, que escolhem fazer o que está certo, inclusive com sacrifício da vida pessoal, que temos que dar valor. E é por isso que faço questão de referir sempre o seu percurso aqui no Açúcar.

    ResponderEliminar