E a solução aqui tão perto!

“Noutros tempos já se teriam levantado súplicas ao céu a implorar a graça da chuva”, mas “parece que os crentes não se fazem ouvir e a maioria da população não acredita na providência divina, mas somente na previdência de Bruxelas”, refere António Vitalino Dantas, Bispo de Beja.

Senhor Bispo, por quem é, chame já o Passos Coelho. É que esses tipos de Bruxelas são mesmo uns burlões. Nem imagina a quantidade de flagelos que nos impuseram, não são nada misericordiosos. Andamos aqui a sofrer, a perder meios de subsistência todos os dias, a ver crescer as filas de desempregados na mesma proporção em que aumentam os preços só para lhes agradar e nada! Cortes, cortes e mais cortes, impostos e mais impostos e afinal bastava-nos rezar...

Então e como fazemos? Quantas vezes por dia? Em grupo ou individualmente? Há alguma oração específica ou podemos inventar?


Comentários

  1. Estás muito engraçadinha. Deixa lá o homem,não o baralhes mais do que já está
    Francisco Manta

    ResponderEliminar
  2. Meu Deus! Quando os próprios bispos abusam da religião...

    ResponderEliminar
  3. Mas porque carga d'água o Sr. Bispo não toma a iniciativa?!
    Terá medo que não resulte?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também pensei nisso. Se calhar está de férias...

      Eliminar
  4. Há mais de 15 dias que nos andam a impingir pela televisão procissões e missas por este Alentejo fora. Se já tivesse chovido era milagre, assim não sei o que diga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está a chegar... Isto não é a internet, leva o seu tempo. Estava em lista de espera.

      Eliminar

Enviar um comentário