terça-feira, 20 de março de 2012

Especial


Esta é uma fotografia que nunca seria premiada num concurso. O ângulo é mau, a luz não é a melhor, a nitidez deixa muito a desejar.

Esta é a fotografia de um dos écrans gigantes do Estádio de Alvalade. Na imagem estou eu e parte da minha família sportinguista, a fotografar-me a mim própria no grande écran, em Alvalade. Não se trata de narcisismo, nada tenho de fotogénico e sou uma pessoa absolutamente vulgar. Bem, absolutamente vulgar, não. Sou sportinguista. Hoje, exactamente com a mesma convicção e orgulho da passada quinta-feira.

É isso que está na fotografia. Uma família de sportinguistas orgulhosos, em Alvalade, a apreciar todos os instantes que antecedem a entrada em campo dos nossos heróis.

Estamos a perder pontos? É triste, mas não é vergonha nenhuma. Roubar é que é vergonha. Ter de subornar e alinhar em esquemas é que é vergonha. Ser levado ao colo numa competição desportiva é que é vergonha. Ser incompetente é que é vergonha. Ser desonesto é a maior de todas as vergonhas.

Eu não tenho vergonha, só tenho orgulho. Muito orgulho.

1 comentário:

  1. EIS ALGUMA VERDADES...
    NAO ENTANTO AS COISAS A NIVEL INTERNO NÃO TÊM CORRIDO NADA BEM, ONTEM FOI DEMAIS, "pagar a porcaria de um ingresso e regressar cabisbaixo, é um problema, o dia não era de maneira nenhuma o mais propicio,"DIA DO PAI" depois além do preço proibitivo do ingresso ainda tive que ver o meu SPORTING perder mais uma vez, é verdade que roubado mas não foi uma equipe no seu todo, foi um pouco um embrulho que nunca chegou a ser aberto, sempre à espera...

    ResponderEliminar