quinta-feira, 23 de agosto de 2012

E a propósito do post anterior...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Estrela da manhã

Numa qualquer manhã, um qualquer ser, vindo de qualquer pai, acorda e vai. Vai. Como se cumprisse um dever. Nas incógnitas mãos tran...