segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Como te sentes, Zélia?

Oh Facebook, deslarga-me!
   

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...