Ainda o anúncio da coca-cola

Estou estupefacta com as reacções de indignação e revolta que se espalham pelas redes sociais contra a hipocrisia da Coca-cola, que insiste em ver aspectos positivos no meio da desgraça.

Há hipocrisia em reconhecer o bom trabalho de quem o faz? A única hipocrisia que vejo é o facto de as mesmas gargantas que agora gritam de indignação consumirem tanta coca-cola (eu sou testemunha em muitos casos). Eu gosto do anúncio, gosto muito, até porque é um bom trabalho publicitário e nunca bebi uma gota daquela mistela com mau aspecto. Mesmo com 3 filhos adolescentes, nunca há coca-cola lá em casa. Não há mesmo e isso não tem qualquer importância, simplesmente não os habituei a isso. Só bebem coca-cola fora de casa, é uma daquelas regras tácitas que não estão sujeitas a discussão. Aquilo é uma coisa com um aspecto... de água suja mesmo. Se pensarem bem, até a cerveja e o vinho, que são proibidos por lei a menores de 16 anos, têm muitas qualidades comprovadas por vários estudos científicos. Já alguém viu algum estudo a apontar uma qualidade, uma única que seja, à coca-cola?

É verdade que os mauzões da coca-cola ganham milhões, mas sabem quem lhos dá? Quem compra as garrafinhas giras. Eu não tenho problemas em assumir que gosto muito do anúncio e sabem o que é que isso rende à Coca-cola? Nem um tostão furado.

Há muita gente capaz para levar este país para a frente, e é a esses que temos que dar o devido valor. Infelizmente, só temos tiques de adoração para gente corrupta, incompetente e profissionais da má política, porque só esses é que nos permitem continuar o habitual discurso do Calimero. Queremos mudar isto, ou não?

E desculpem lá ser outra vez do contra, mas é assim...
                 

Comentários

  1. quer dizer que não gostate da versão alternativa?

    ResponderEliminar
  2. Há muito que não comento, ou melhor, poucas vezes o fiz, mas sou seguidora do Açúcar Amarelo. É, sem dúvida, a Zélia que tenho vindo a conhecer nestes últimos anos que escreve. Sem tirar nem por.

    Não estranho portanto, que não tenhas receio de expor aquilo que gostas, como não estranho que defendas as tuas convicções com acutilância.

    Raramente vejo televisão, pelo que, vi o anúncio aqui. Não me emocionou - porque nos emocionamos com isto ou com aquilo é mistério de cada um - mas achei que está bem concebido; as empresas tem forçosamente, e cada vez mais, que apostar no marketing para manterem ou melhorarem a sua quota de mercado.

    Como não me emocionei com este também não senti grande coisa pelo outro que percorreu os perfis de muita gente no facebook. Se, nem na nossa vida percorremos só um caminho, se somos condicionados por tanta e tanta coisa, se ser linear é dificílimo, como podemos querer ver o mundo apenas por um prisma?

    Ambos têm razão, cada à sua maneira, no entanto não me parece que seja necessário perdermos (e estamos a perder)tanto do nosso tempo com um anúncio a uma marca, que embora poderosa, capitalista, etc, etc, só pode entrar em Portugal quando a liberdade venceu o fascismo.

    Com o anúncio e o contra-anúncio (pois é), a Coca-cola - refrigerante que em nada contribui para a saúde - conseguiu o seu objetivo.

    ResponderEliminar
  3. isso deu tanto oq falar quanto coisas mais significativas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário