quarta-feira, 20 de junho de 2012

Mesmo assim há pessoas que pensam que eles vivem do ar

O Instituto Nacional de Estatística publicou o relatório "Orçamentos Familiares - Inquérito às Despesas da Família - 2010 / 2011". Ficamos a saber que as famílias com crianças gastam em média 26775 euros, enquanto as famílias sem crianças gastam 16705 euros por ano.

Calcula o INE que o o rendimento líquido anual médio por agregado familiar em 2009 era de 23 811€, ou seja, uma média de cerca de 1 984€ mensais. Antes de me começar a rir, ainda tive tempo de verificar que no Alentejo se regista o rendimento médio por agregado mais baixo, com 20 643€ anuais, ou seja, 86,7% do valor nacional.

Voltando às maravilhas da economia familiar, verifico que os gastos per capita e por adulto só foram calculados para famílias com uma criança e com 2 ou mais crianças. Eu sei que dava um bocadinho de trabalho fazer os cálculos todos, mas se os senhores responsáveis pelo estudo tiverem disponibilidade, não me importo de lhes explicar tintim por tintim em que é que 2 crianças é diferente de mais crianças. Agora na época de preparação do início do ano escolar era mesmo boa altura, mas também dá para fazer a demonstração quanto se começam a pôr pacotes de leite no carrinho do supermercado, quando se tenta ir de férias e verificamos que as promoções são feitas a pensar em quem tem só dois filhos, quando vamos comprar roupa ou sapatos porque os do ano passado já deixaram de servir, etc. Qualquer dia é bom, na verdade. Apareçam!
   

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...