terça-feira, 12 de junho de 2012

Só para esclarecer


Sei que vais passar por cá, portanto deixo-te aqui o recado. Sem nome, como convém às aparências. Sem te olhar nos olhos, porque os teus fogem dos meus há muito tempo. Caso contrário, as palavras não seriam necessárias, bastaria olhar para ti. E por cima das olheiras, verias a minha desilusão, a minha incompreensão pelo rumo que decidiste dar às coisas.

Já tenho uns anos (um bocadinho mais do que tu), mas nestas coisas das amizades deixo-me sempre enredar. Crio sempre a expectativa de encontrar ali mais uma daquelas almas que mesmo não sendo gémeas, me compreendem e se deixam compreender. Já tenho algumas e pelo menos duas são mesmo a 100%, nisso acho que tive mais sorte do que tu, perdoa-me a falta de modéstia. Mas sabes como é, falsa modéstia para mim é igual a orgulho com hipocrisia, que é uma coisa terrível.

Espero que tenhas uma boa vida. Eu estarei cá, se um dia quiseres retomar as conversas e a cumplicidade. É claro que já "perdeste uma vida" como eu digo à minha amiga Ana quando ela implica com o meu Sporting, mas foi só a primeira, ainda podemos tentar começar de novo. Não me parece que isso vá acontecer, porque tu és mais orgulhosa do que eu, mas quero que te sintas à vontade. Como sabes, não guardo rancores.

O mais engraçado nesta carta é que ninguém vai pensar que és tu a destinatária. Mas tu vais saber que cada frase te assenta como uma luva e é isso mesmo que eu quero. Passa bem.

2 comentários:

  1. Oooooops! Low score :))

    L.A.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez a low score seja minha, que não percebo patavina do que se passou :) De qualquer forma, gosto de ter a cabeça arrumada, não gosto de assuntos pendentes.

      Eliminar