Um rapaz grande.

Não percebo este jogo infantil de Pedro Passos Coelho. E também não percebo como é que anda toda a gente a alimentar um tabu que nunca o chegou a ser. Alguém duvida que o PSD vai aprovar o Orçamento de Estado? Não, agora a sério. Alguém duvida?

Hoje, o Sr. Dr., com cara de eterno aluno de colégio bem penteadinho veio dizer, naquele ar sério e com os movimentos de mãos que já lhe aprendemos a conhecer, que o país poderá ficar numa situação "muito difícil" sem Orçamento. A sério? Não me diga... E a situação com orçamento vai ser como? Uma brincadeira?

De tão obcecado que está em fazer-se importante, em ter meio país pendurado das suas palavras e dos seus gestos, a tentar adivinhar se vai ou não aprovar o Orçamento de Estado, este senhor perdeu por completo a noção da realidade.

Na sua inexperincia, esticou a corda a um ponto de onde já não havia retorno, e agora está encurralado entre reconhecer a derrota e aprovar o orçamento ou reconhecer a derrota e provocar uma crise política. Porque é que não atira uma moeda ao ar?

Comentários

  1. Regra geral falta-lhes o pé quando chegam ao poder... Passos Coelho consegue fazer figura de parolo antes de lá chegar.

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente, o Socrates ainda bate esta gente toda.

    ResponderEliminar
  3. Com políticos deste nível não vamos a lado nenhum. Interessa-lhes manter os cargos e vão fazer de tudo para atingir os seus objectivos, meramente pessoais.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário