terça-feira, 18 de outubro de 2011

Tenho asas

Este blogue é bem capaz de ter sido uma das coisas mais importantes que fiz na minha vida, não pelos outros, mas por mim. Quase onze anos depois daqueles dias em que a minha vida colapsou, confirmo que estou viva e de pé. E salto.


                     

1 comentário:

  1. Ainda bem que o blog te ajudou a superar contrariedades da vida.
    Nos últimos tempos sinto que estou na cadeira de rodas dos Virgem Suta (A Lei):

    "Estamos fartos de esperar, temos muito para andar
    Nesta cadeira de rodas que não pula
    Nesta cadeira de rodas que não voa
    Será mais fácil de inventar nova forma de voar
    Para podermos viver e ver em volta, despertar a vontade de aplicar

    A lei que nos transforma a vida

    Estamos fartos de esperar, vê-los passar e acenar
    Das nossas cadeiras de rodas
    Eles distantes
    Destas cadeiras de rodas tão gigantes
    Será errado desejar uma igual forma de andar
    Dá corda agora amor já sinto os pés a descolar
    Lancemos as rodas ao ar

    Para lei que nos transforma a vida
    Ou a lei que nos transforma
    A lei que nos transforma a vida
    A lei que nos transforma

    Grande curva
    E nós suspensos nestas rodas que beleza a levitar
    Toda a gente pára a ver o Mundo de rodas para o ar
    Hoje é Natal vamos ganhar

    A lei que nos transforma a vida..."

    Até quando nos vão amarrar a esta cadeira?
    Até quando estaremos dispostos a permanecer nela?

    ResponderEliminar