sábado, 20 de agosto de 2011

O tempo

Mais do que a forma como envelheceram, é curioso perceber, através da linguagem corporal, a forma como as relações entre elas se foram alterando. Muito curioso.


                                     

4 comentários:

  1. É verdade. Há alturas em que parecem distantes uma das outras, noutras, surgem muito unidas. Bem, há que contar com a fase de contestação, na juventude, mas as circunstâncias da vida também definirão as suas relações, em determinado momento.

    Desde que tomei consciência de que as fotografias podem dizer muito sobre as pessoas e as suas relações, olho com outros olhos para os álbuns de família (começando com os da própria família). O que é que as expressões das pessoas fotografadas (crianças incluídas, principalmente, as crianças) nos dizem? É interessante constatar que, muitas vezes, se pode dizer se uma criança é, ou não, feliz...

    ResponderEliminar
  2. E tudo isto apesar de manterem sempre a mesma ordem nas fotografias ao longo dos anos. Eu própria, uma entre quatro irmãs, dei por mim a pensar qual delas poderia ser eu...

    ResponderEliminar
  3. Interessantíssimo olhar! Julgo que irei passar a olhar para os álbuns de família de outra forma, eu que não lhes ligo absolutamente nada, 99% das fotos que tiro são a lugares ou acontecimentos...

    ResponderEliminar

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...