Sou eu que estou em pânico ou está tudo distraído?

O Ministério da Saúde vai suspender a partir de hoje os reembolsos directos aos utentes relativos às prestações de saúde, incluindo transporte não urgente de doentes.


As medidas de contenção e de redução de custos exigidas com o memorando da troika, obrigam a esta medida como justifica o ministério da Saúde «tendo em conta os compromissos internacionais do Estado português». Em causa está também a aquisição de próteses, óculos, armações, lentes e calçado ortopédico, serviços de estomatologia e tratamentos termais.


Segundo esta circular normativa, é necessário «reavaliar a função dos reembolsos directos aos utentes do Serviço Nacional de Saúde e suspender o seu pagamento».


E pronto, em menos de 50 dias já temos o Serviço Nacional de Saúde a funcionar como a Rede Médis. Ou será a funcionar para a Rede Médis?


                                  

Comentários

  1. Nem mais, agora é que as pessoas vão ver o quanto custa ter um hospital a mais de 50km...

    ResponderEliminar
  2. Tu poderás estar em pânico mas o resto está no Algarve a gastar o que tem e o que não tem.

    ResponderEliminar
  3. É bom não esquecer que eles têm toda a legitimidade para nos lixarem!
    É que a maioria do povinho deu-lhes a maioria... tal como daqui a 4 anos vão dar àqueles a quem desta vez tiraram!!!
    E lá vamos... cantando e rindo... levados, levados sim...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário