sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Temporadas

Alguém que nos acuda! As televisões exibem sem cessar corpinhos (com pouco) de sereia, sacudindo-se enregelados a um ritmo que não é nosso e que insistimos em imitar muito mal. O pior é que as previsões apontam para um prolongamento deste estado de coisas até terça-feira.

Será que antigamente, no tempo em que não imitávamos os brasileiros e tínhamos uma identidade própria de quem fala uma língua autêntica e original, não havia Carnaval?

Haver, havia, mas não era a mesma coisa. Era muito mais divertido.
           


Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...