terça-feira, 9 de novembro de 2010

Correio rosa. É só mostrar o cartão, e já está.

Eram todos sócios numa empresa de produção de espectáculos, mas agora descobriram um negócio muito mais rentável. Um deles, puxou do seu cartão de militante e foi nomeado Secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas. Os outros dois são agora administradores de várias, leram bem, várias empresas públicas do Grupo CTT, nomeados pelo antigo sócio e amigo.

A empresa privada é que já foi extinta, claro. Com os impostos e as contribuições pela hora da morte, não dá para aguentar.
           

4 comentários:

  1. Pois é Zélia, exemplos destes não faltam, até aqui na nossa querida blogoesfera eles proliferam.
    Quando os partidos, em especial o PS, se aperceberam que a blogoesfera poderia ser um espaço interessante para explorar, infulenciar, propagandear, eis que surgiram (uns mais camuflados que outros) os blogues montados a partir dos aparelhos partidários.
    O caso mais gritante foi o tão propalado Simplex.
    E como uma mão lava a outra, eis que nos deparamoa com uns exemplos como o do Sr.Deputado João Galamba que "nasceu" para a política precisamente na blogoesfera !

    Gentio nojento, contra o qual deveremos todos lutar e não calar a revolta, a verdade.

    ResponderEliminar
  2. O cartão também funciona no nosso condado... Quer exemplos?

    ResponderEliminar
  3. Se isso o faz sentir feliz, faça favor de identificar esses exemplos, e de caminho, identifique-se também.

    ResponderEliminar
  4. este é um país de padrinhos e afilhados.

    ResponderEliminar

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...