sexta-feira, 5 de novembro de 2010

É a aposta na Cultura

O governo português quer deixar de pagar a factura da b-on para passarem a ser as instituições universitárias a suportá-la. A concretizar-se essa medida governativa será um dos mais fortes rombos à investigação científica em Portugal.


Circula uma petição on-line: aqui.


Actualização: a UMIC confirmou que deixará de ser, como até agora, responsável pelo pagamento da b-on, passando essa função para a Direcção Geral do Ensino Superior, organismo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior que tutela as depauperadas Universidades portuguesas: aqui.

via página pessoal no Facebook do Professor José António Calixto




A b-on (Biblioteca do conhecimento online)  permite “o acesso ilimitado e permanente” a “textos integrais de cerca de 48.000 títulos, nomeadamente mais de 17.100 publicações científicas periódicas internacionais, 18.200 livros electrónicos (e-books), e 10 bases de dados referenciais com vários milhões de registos. 

3 comentários:

  1. Hoje não é conveniente falar de futebol.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Antes de mais, os meu parabéns pelo belo blogue que aqui tem e que eu desconhecia.
    Gostei dos conteúdos e do formato, e por cá ficarei enquanto seguidor.

    Quanto ao (nobre) tema do post, espero bem que todos juntos possamos fazer com que o Governo volte atrás na decisão de nos dar mais uma machadada no acesso à cultura.
    Nós, na blogosfera, temos também a obrigação de fazer divulgar estas mensagens como forma de ajudarmos ao desenvolvimento do nosso país.

    ResponderEliminar
  3. @ anónimo 17:21
    Hoje (ontem) não se fala de futebol porque já se falou no dia anterior, logo a seguir ao jogo. Tenho pena que só leia o primeiro post quando abre a página. É que eu escrevo muito, sabe? Tem de puxar a página para baixo. Cumprimentos também para si.

    @Eduardo Miguel Pereira
    Muito obrigada pelas suas palavras e pela presença. Espero não desiludir.

    ResponderEliminar